Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Elenco admite baque por Neymar e terá novo papo com psicóloga

Tossiro Neto, enviado especial Teresópolis (RJ)

A psicóloga Regina Brandão, chamada às pressas pelo técnico Luiz Felipe Scolari após o episódio do choro de alguns atletas da Seleção Brasileira na vitória sobre o Chile, está de volta à Granja Comary. Neste domingo, a pauta da conversa com os jogadores será o baque pela perda do principal jogador do time, Neymar, que se lesionou e está fora da Copa do Mundo.

A Confederação Brasileira de Futebol confirmou a presença da profissional, "dando continuidade ao planejamento traçado ainda antes do início da Copa do Mundo", mas não soube precisar em que momento se dará a conversa com o grupo.

"Emocionalmente falando, é lógico que o grupo sentiu. Uma perda não só pelo jogador, mas também pela pessoa. O grupo sentiu. Ele traz uma felicidade incrível no dia a dia, sempre sorrindo, passando palavras positivas em qualquer situação", disse o atacante Bernard, um de seus possíveis substitutos na partida de terça-feira, contra a Alemanha, pela semifinal.

Fernando Dantas/Gazeta Press
"Tem que ter tranquilidade e maturidade, não se apavorar", receitou o atacante Bernard, possível substituto
O último contato dos jogadores com Neymar foi no sábado, dia seguinte ao jogo com a Colômbia, no qual sofreu uma pancada que fraturou sua terceira vértebra lombar. Tanto na noite do dia anterior quanto na manhã em que deixou a Granja Comary de helicóptero rumo ao Guarujá (onde passará os primeiros dias de recuperação, com a proteção de uma cinta lombar), o jogador devolveu o apoio recebido dos colegas.

"Todos ficamos tristes com a situação. Mesmo diante da tristeza em que se encontrava, o Ney passou força total para a gente, dizendo que ia nos acompanhar, que estaria com a gente, passando energia positiva", contou Bernard, neste domingo. "A gente tem que passar por cima disso, tem que ter tranquilidade e maturidade, não se apavorar. Temos jogadores aqui que podem dar conta do recado".

É a terceira vez que Regina Brandão se dirige a Teresópolis para trabalhar diretamente com o elenco. No início da preparação para o Mundial, ela entrevistou os 23 convocados por Felipão para traçar o perfil psicológico do time. Na semana passada, reuniu-se com os atletas para reencontrar o equilíbrio emocional de alguns deles, a pedido do treinador.