Futebol/Intertemporada - ( - Atualizado )

Entre os reservas, Damião joga primeiro coletivo após lesão

Do correspondente Tiago Salazar Santos (SP)

Leandro Damião voltou a treinar normalmente no Santos. O jogador de R$ 42 milhões parece cada vez mais preparado para retornar à rotina dos jogadores após tratar uma pubeíte durante o recesso provocado pela disputa da Copa do Mundo.

O camisa 9 reiniciou o trabalho com o grupo na segunda-feira, mas nesta quarta-feira participou de toda a atividade pela primeira vez, compondo o time reserva na hora do coletivo comandado por Oswaldo de Oliveira.

No dia 13 de maio, Leandro Damião deixou o campo do CT Rei Pelé pouco após o início do treino. Naquele momento ficou claro que o centroavante, além da má fase em campo, tinha outro problema. No dia seguinte, o médico do clube, Dr. Rodrigo Zogaib expôs que o atleta sofria de pubeíte, um processo inflamatório na região do púbis. É causado por um desequilíbrio muscular entre a coxa e o músculo.

Agora, Damião tenta reescrever sua curta e pouco proveitosa história no Santos. Apesar de voltar no time reserva, aos poucos Oswaldo de Oliveira deve dar novas chances a Damião, que marcou apenas 5 gols em 17 jogos, sendo que o último foi no longínquo 30 de março. Além disso, teve uma participação frustrante na campanha que culminou no vice-campeonato Paulista, após derrota história para o Ituano na grande decisão.

Divulgação/Santos FC
Recuperado, Leandro Damião treinou entre os reservas (Foto: Ricardo Saibun)

Treino - No treino da manhã desta quarta-feira, o técnico Oswaldo de Oliveira fez um trabalho com bola logo após o aquecimento e depois comandou um treino coletivo com o time que deve entrar em campo no dia 17, contra o Palmeiras, na Vila Belmiro, em duelo válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Aranha, Victor Ferraz, Bruno Uvini, David Bráz e Mena; Alison, Arouca e Lucas lima; Geuvânio, Rildo e Gabriel. Essa foi a equipe que goleio os reservas por 5 a 1 no treinamento.

Edu Dracena e Thiago Ribeiro, ambos ainda em fase final de tratamento de lesões, também treinaram em campo, mas fizeram um trabalho à parte no momento da simulação de jogo.

Enquanto isso, o zagueiro Gustavo Henrique apenas correu em volta do campo. O jovem defensor ainda deve demorar de duas a três semanas para voltar a treinar com bola em função de uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho direito, que o afastado do time desde fevereiro.

Jubal, com estiramento nos ligamentos do joelho esquerdo, Alan Santos, com tendinite no tornozelo direito, e Neto, com lombalgia, estão entregues ao Departamento Médico.