Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Equilíbrio em gols e treinos despista centroavante titular da Bélgica

Brasília (DF)

21 anos, 100 quilogramas, contrato assinado com o Chelsea-ING e um gol na Copa do Mundo. Este é o perfil do camisa 9 da Bélgica, Romelu Lukaku, que impressiona pelo vigor físico, principalmente nas jogadas aéreas. Porém, o famoso número, que classifica artilheiros, não é sinônimo de titularidade nos diabos vermelhos. O dianteiro luta por posição com o jovem Divock Origi, dois anos mais novo e 25 quilogramas mais magro, que também conta com uma rede balançada. Por curiosidade, o da classificação europeia, contra a Rússia (1 a 0).

Lukaku começou como titular, mas não correspondeu às expectativas do técnico Marc Wilmots e acabou substituído nos dois compromissos iniciais. Origi, por sua vez, demonstrou oportunismo e agarrou a chance, após furar o bloqueio russo. A boa atuação lhe rendeu a vaga entre os 11 iniciais contra os Estados Unidos, nas quartas de final. O dianteiro do Lille-FRA foi bem, mas acabou ofuscado pelo adversário de posição, que roubou a cena com um gol e uma assistência.

A atuação de gala do camisa 9 deixou uma incógnita na cabeça de Wilmots. E nos treinos, o equilíbrio também se fez presente. Durante os fragmentos abertos à imprensa, foi difícil cravar o merecedor da posição. Tarefa difícil ao comandante, que não quis conversa sobre o assunto nas entrevistas.

AFP
Lukaku espera que a atuação de gala contra os Estados Unidos lhe garanta a titularidade contra a Argentina
“Vocês, jornalistas, sabem que eu não falo nada sobre escalação. Sei que querem fazer essas perguntas, mas conhecem as minhas respostas de longa data”, afirmou Wilmots, que se recorresse às estatísticas da Fifa para cravar o escolhido, certamente escolheria Lukaku, que possui média de 7,81 unidades, contra 7,09 do concorrente mais jovem.

Até o momento, Lukaku foi perfeito no alvo, com todas suas finalizações (cinco) tendo o caminho do gol. Já Origi acertou a mira em nove das 11 finalizações. Entretanto, o dianteiro do Chelsea ainda não arriscou de fora da área, coisa que o camisa 17 já experimentou cinco vezes. Quando o assunto é distância percorrida, melhor para o atleta do Lille: 23,7 quilômetros contra 15,8 do companheiro.

Com Lukaku ou Origi no tradicional 4-5-1, a Bélgica mede forças com a Argentina neste sábado, às 13 horas (de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, situado na capital federal. O vencedor terá pela frente Holanda ou Costa Rica nas semifinais da Copa do Mundo.