Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Ex-goleiro do Santos e filho de Pelé, Edinho é preso em Santos

Santos (SP)

O ex-goleiro do Santos, Edinho, filho de Pelé, foi preso na manhã desta terça-feira em Santos, no litoral de São Paulo, pouco mais de um mês depois de ter sido condenado a 33 anos de prisão por lavagem de dinheiro, vindo do tráfico de drogas. Após recorrer em liberdade, o ex-jogador foi preso graças à expedição de um mandato de prisão preventiva.

Edinho foi condenado pela juíza Suzana Pereira da Silva, auxiliar da 1ª Vara Criminal da Praia Grande, no dia 30 de maio. O ex-goleiro precisava entregar seu passaporte no cartório do 1º Ofício Criminal da cidade, já que havia a possibilidade da prisão, a fim de evitar que ele deixasse o Brasil antes da decisão final da Justiça.

De acordo com informações da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, o filho de Pelé não ofereceu qualquer tipo de resistência à prisão. Durante a manhã, foi encaminhado a uma cadeia de Santos.

O caso – Edinho já havia sido preso em junho de 2005, em Santos, sob acusações de ter ligações com “Naldinho”, que, segundo a polícia, é um dos principais traficantes da região. Na ocasião, o ex-jogador afirmou que era apenas usuário e não tinha qualquer tipo de relação com o traficante.

Solto em dezembro do mesmo ano, após obter um habeas corpus no Superior Tribunal Federal (STF), Edinho foi preso em 2006, após denúncia do Ministério Público de lavagem de dinheiro.

Em dezembro de 2006, a ministra do STF Ellen Gracie negou um pedido de habeas corpus feito pela defesa do ex-arqueiro, mas, uma semana mais tarde, os advogados de Edinho pediram reconsideração da decisão e ele deixou Tremembé no dia seguinte.

Divulgação/Santos FC
Edinho ao lado do pai, Pelé; ex-jogador foi preso pela terceira vez nesta terça-feira, em Santos, local onde mora