Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Felipão assume “pior dia da vida” e admite ficar marcado por goleada

Belo Horizonte (MG)

O técnico Luiz Felipe Scolari classificou a derrota por 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal da Copa do Mundo, como o pior dia de sua vida. Depois da humilhação nesta terça-feira, em Belo Horizonte, o treinador admitiu que ficará marcado pela derrota e explicou que conhecia os riscos quando voltou a comandar a Seleção Brasileira.

“Naturalmente, se for pensar em minhas passagens como jogador, técnico e professor de educação física, foi o pior dia da minha vida, mas a vida continua. Vou ser lembrado por ter perdido por 7 a 1, a pior derrota do Brasil, mas eu sabia que corria esse risco. Temos de que assimilar e seguir em frente, é o que vou fazer”, afirmou.

Campeão mundial com a Seleção Brasileira em 2002, Felipão retornou ao comando da equipe no fim de 2012, depois da demissão de Mano Menezes. No ano passado, o treinador conquistou a Copa das Confederações, mas não conseguiu repetir o bom desempenho nesta Copa.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Restou a Luiz Felipe Scolari parabenizar os obviamente superiores alemães no Mineirão
Sem grandes atuações em casa, o treinador se desculpou pelo vexame e por não ter conseguido manter a Seleção na briga por mais um troféu. Agora, Scolari quer ver sua equipe restabelecida emocionalmente para a disputa pelo terceiro lugar.

“Peço desculpas pelo resultado, porque não conseguimos chegar à final, e vamos continuar trabalhando e honrando nossa equipe, jogando pelo terceiro lugar em Brasília e agradecendo o apoio de todos. Hoje (terça), mesmo perdendo de cinco, seis ou sete, eles estavam apoiando os jogadores”, acrescentou.

Ao lamentar o fim da busca pelo hexacampeonato, Felipão reconheceu a boa atuação do adversário. “Tentamos fazer aquilo que tínhamos condições e demos o que seria o nosso melhor, mas perdemos para uma grande equipe, que teve a qualidade de em poucos minutos definir o jogo com quatro gols de forma fantástica. Deu uma pane depois do primeiro e essa equipe tem qualidade, vem sendo trabalhada há bastante tempo. Eles aproveitaram de uma forma que não tínhamos mais como reagir.”

Com a derrota, restará ao Brasil enfrentar no sábado, no estádio Mané Garrincha, a seleção que perder no duelo entre Holanda e Argentina, nesta quarta, em São Paulo. Já a Alemanha aguarda o vencedor da outra semifinal no domingo, no Maracanã.