Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Felipão dá atenção à zaga e pode começar com cinco mudanças

Tossiro Neto, enviado especial Teresópolis (RJ)

Diferentemente do que fez um dia antes de perder de 7 a 1 para a Alemanha, abdicando do treino com uma série de trocas para tentar confundir o adversário, Luiz Felipe Scolari usou a véspera do duelo com a Holanda para treinar a Seleção Brasileira de verdade, na Granja Comary. A principal preocupação nesta sexta-feira pela manhã foi o sistema defensivo.

Sem Thiago Silva, que foi poupado e ficou na academia sob supervisão do preparador físico Francisco González, o treinador armou sua linha defensiva inicialmente com Daniel Alves, Henrique, David Luiz e Maxwell; Luiz Gustavo e Paulinho. Poucos minutos depois, Maicon e Marcelo retomaram suas posições nas laterais.

A atividade consistia em manter a posse de bola com jogadores de meio-campo reservas. Antes de voltar para o time titular, Marcelo algumas vezes imitou jogada típica do ponta Arjen Robben, levando a bola da lateral para o meio-campo. O incansável jogador do Bayern de Munique é o principal nome da equipe treinada por Louis van Gaal, com três gols marcados.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Fred deve deixar o time para dar lugar a Jô, na partida de despedida da Seleção Brasileira da Copa do Mundo
Cinco mudanças?

Mais tarde, Felipão chamou todos os jogadores para, então, esboçar uma provável escalação titular em espaço reduzido. Com cinco mudanças em relação à equipe que enfrentou a Alemanha: além de Dante (titular apenas por conta da suspensão de Thiago Silva), também sem o volante Fernandinho e os atacantes Hulk, Bernard e Fred. Os 11 foram Júlio César; Maicon, Henrique, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Ramires; Oscar e Willian; Jô.

Dessa formação, Willian e Jô são os únicos que jamais começaram jogando no Mundial, mas a presença de ambos no treinamento é indício de que poderão, sim, ser titulares, embora Felipão tenha admitido que usou o treinamento de segunda-feira apenas para confundir a imprensa, na tentativa de enganar também o técnico alemão Joachim Low. Ocorre que os jogadores sacados têm sido contestados. Principalmente Fred, vaiado na goleada em Belo Horizonte.

Esse foi o último treinamento da Seleção Brasileira no torneio. A delegação viaja na tarde desta sexta-feira para Brasília, palco do duelo com a Holanda, marcado para 17 horas (de Brasília) de sábado. A final será no dia seguinte, entre Argentina e Alemanha, no Maracanã.