Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Felipão põe Daniel Alves na lateral e testa time sem e com Willian

Tossiro Neto, enviado especial Teresópolis (RJ)

O substituto do lesionado Neymar na Seleção Brasileira ainda é uma incógnita, podendo ser um terceiro volante, Willian ou qualquer outro. Com a volta de Luiz Gustavo após suspensão, o técnico Luiz Felipe Scolari inicialmente manteve Paulinho e Fernandinho no time e promoveu uma só novidade para a semifinal contra a Alemanha: Daniel Alves. Pouco depois, porém, colocou Willian no lugar de Paulinho e fez uma série de trocas.

Foram poucos minutos com Paulinho em campo no treinamento tático, sem adversário, mas sua presença entre os titulares no começo da atividade sustenta a dúvida. O certo é que Daniel Alves, reserva nas quartas de final, diante da Colômbia, retorna no lugar de Maicon. Para o duelo com os alemães, Felipão talvez tenha pensado em uma formação mais defensiva no meio-campo para liberar seus alas - neste caso, Daniel Alves leva vantagem sobre o concorrente.

Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Dante e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho, Fernandinho e Oscar; Hulk e Fred. Essa é a escalação que começou o treino tático, na manhã desta segunda-feira, na Granja Comary. Os reservas ficaram em outro campo, trabalhando sob orientação da preparação física.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Paulinho ficou poucos minutos entre os titulares e, em seguida, pegou o colete reserva do meia Willian
No desenho visto nos primeiros minutos do trabalho apronto, Luiz Gustavo voltaria a ser o primeiro marcador da equipe, enquanto Paulinho atuaria mais pela direita, lado oposto ao de Fernandinho. A ponta mais aguda do losango seria Oscar, que, sem Neymar, deixaria a faixa lateral do campo e volta a ter liberdade para ser o principal armador para os atacantes Hulk e Fred.

O problema é que, além da entrada de Willian, o treinador brasileiro, mais tarde, promoveu uma série de alterações, usando também Maicon, Bernard, Hernanes e Jô. O que pode ter sido, sim, um teste, mas tem jeito mais de estratégia para não revelar a escalação que pretende mandar a campo. Pela primeira vez desde a segunda rodada da Copa do Mundo, ele abdicou de um treino fechado na cidade da partida para ensaiar seus jogadores diante das câmeras, em Teresópolis.

A delegação brasileira viaja nesta tarde para Belo Horizonte, palco da partida marcada para 17 horas (de Brasília) desta terça-feira. Felipão e o zagueiro Thiago Silva, suspenso, seguirão antes à capital mineira, de helicóptero, para conceder entrevista oficial da Fifa no Mineirão.