Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Figueirense reintegra volante França ao elenco

Florianopolis (SC)

Após quatro dias de ter a rescisão contratual assinada por justa causa, o volante França teve seu pedido acatado pela diretoria do Figueirense e foi reintegrado ao elenco, nesta segunda-feira, para a continuidade da disputa do Campeonato Brasileiro Série A.

A demissão foi anunciada após o jogador capotar o carro voltando de uma festa em uma casa noturna na capital catarinense Florianópolis. Na ocasião, França descumpriu o acordo com a diretoria de não sair durante a noite para se poupar e focar nos treinamentos.

“Tínhamos tomado a decisão durante a semana, após os incidentes acontecerem, que ele não faria mais parte do nosso grupo. Mas, agora no final de semana, ele me procurou para uma reunião e pediu mais uma chance, mostrando estar arrependido do que tinha feito”, explicou o presidente alvinegro Wilfredo Brillinguer.

Apesar de ser readmitido no clube, França deve ser vítima de algumas sanções como sinal de penalização pelo erro cometido. “Voltei atrás na minha decisão, mas é evidente que ele vai receber uma punição financeira”, afirmou Wilfredo. “E a partir daí é vida que segue e espero que ele cumpra tudo aquilo que combinou comigo”, completou.

Após ficar no banco durante a partida contra o Flamengo, pela oitava rodada, França já conquistou a posição de titular no jogo seguinte, diante do Atlético-PR, no Orlando Scarpelli, pela última rodada antes da pausa para o Mundial. Com 23 anos, o volante é uma das apostas da diretoria para formar o esqueleto titular do time. “A decisão final em aceitar o França de volta foi minha. Conversei com Guto Ferreira, Rodrigo Pastana e Cléber e os três demonstraram interesse em reintegrar o jogador, desde que ele assumisse o compromisso de mudar sua postura fora de campo, pois as qualidades dele dentro de campo são inegáveis”, comentou o presidente.

Na reapresentação oficial no Orlando Scarpelli, França fez questão de se redimir frente à comissão técnica e aos companheiros. “Eu torno a repetir que assumo o que fiz, saí e sofri um acidente. Acho que passei do limite e acabei comprometendo o trabalho que já tinha iniciado aqui. Peço desculpas ao presidente, a toda comissão técnica e aos meus companheiros pelo erro que cometi”, justificou França. “Pedi uma chance ao presidente e ele, como bom ser humano que é me estendeu a mão”, completou.

Divulgação/Figueirense F.C.
França concede entrevista aos jornalistas e pede desculpas à diretoria na "reapresentação"