Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Goleiro Lee deixa o Atlético-MG e acerta com o Académica de Coimbra

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O goleiro Lee não joga mais pelo Atlético-MG. O jogador teve poucas chances de mostrar serviço na equipe alvinegra e rescindiu o contrato com o Galo. O destino do atleta será o Académica de Coimbra, de Portugal. Lee assinou compromisso de dois anos com o time português.

Ao todo foram apenas três partidas defendendo a meta do Galo. Lee chegou ao Atlético-MG em 2011 depois de mostrar serviço no Vitória, mas no time mineiro vinha amargando a condição de terceiro goleiro, atrás de Victor, titular absoluto, e Giovanni, reserva imediato.

Com pouco espaço no Atlético-MG, Lee chegou a ser emprestado ao Boa Esporte, mas no time de Varginha não conseguiu se firmar e voltou ao Galo. O jogador se despediu do torcedor atleticano com uma carta onde revela carinho especial pelo clube, que segundo ele, foi responsável pelo crescimento profissional somando momentos de alegria e tristeza.

Confira a carta de Lee:

“Olá galera atleticana!

Bom, antes de mais nada, gostaria de agradecer à vocês pelo carinho que demonstraram por mim nestes três anos e meio de Galo. Não esquecerei jamais os momentos de felicidades, e os tristes também, neste período. Cresci como profissional e, principalmente, como ser humano. Estar aqui foi um aprendizado diário e uma emoção indescritível.

Divulgação
Goleiro Lee assina rescisão amigável com Atlético-MG e vai para Académica de Coimbra
Apesar de ter atuado pouco – somente entrei em campo com a gloriosa camisa alvinegra em 2014 –, senti de perto, em diversas oportunidades, a força do torcedor atleticano. Poucos atletas terão a oportunidade que tive. Só que agora tenho que seguir meu caminho.

Aceitei o desafio de atuar no futebol português, mais precisamente no Académica de Coimbra. O projeto do clube me estimulou a sonhar com um caminho de sucesso na Europa, em uma oportunidade que não aparece toda hora.

Não deixarei de lembrar, contudo, dos dois títulos mineiros e da tão sonhada Taça Libertadores da América. Sem a energia de vocês, torcedores, nenhuma dessas conquistas seriam possíveis. Esse clube, sem dúvida, continuará sendo um dos maiores do mundo sempre.

Deixo aqui um abraço especial aos meus companheiros de elenco, que sempre que apoiaram muito. Todos acreditaram – e tenho certeza que continuarão acreditando – em meu potencial. Aos meus colegas de posição, Victor e Giovanni, além do jovem e talentoso Uilson, guardarei cada momento com vocês para sempre. A convivência foi fantástica.

Aos dirigentes e funcionários, que fazem o Galo ser esse clube tão grande como é, meus sinceros agradecimentos. A paciência de vocês e a forma como me trataram, sempre com muito respeito e carinho, ficará em minha lembrança.

Estarei um pouco mais distante a partir de agora, mas não deixarei de seguir o Galo, que me proporcionou momentos inesquecíveis.

Valeu por tudo!

Um grande abraço,

Lee”