Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Intertemporada do Furacão tem briga por vaga na lateral

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

Com cerca de 15 dias de trabalho pela frente antes da volta do Campeonato Brasileiro, o Atlético Paranaense segue com sua intertemporada no CT do Caju, uma boa oportunidade para o técnico Doriva observar os jogadores antes de escolher o primeiro grupo de titulares que jogará sob seu comando. É uma chance e tanto para quem ainda busca seu espaço, ainda mais quando uma vaga se abre para ser preenchida. Com Natanael suspenso, a lateral esquerda está vaga e William Rocha quer usar o tempo de trabalho para ganhar o lugar.

"O Doriva tem ainda duas semanas para decidir quem irá atuar. Sei que quem for escolhido representará bem o clube e tem condições de jogar tão bem quanto o Natanael no ótimo primeiro semestre que ele realizou", afirmou o jogador, que tem como principal rival nessa luta Lucas Olaza. Porém, ninguém que o impeça de buscar seu espaço. "Tenho que respeitar o Olaza e o Natanael, pela qualidade de ambos e pelo que já demonstraram. Mas, como se diz no futebol, quando a oportunidade aparecer, temos que agarrar com unhas e dentes”, completou.

Divulgação/C. Atlético Paranaense
Willian Rocha respeita Natanael e Olaza, mas quer brigar pela vaga de titular (Foto: Maurício Freitas/Site oficial)
O uruguaio Olaza, no entanto, não quer ficar para trás nessa briga e se coloca em igualdade de condições. "O Natanael fez um primeiro semestre excelente. Os demais laterais sempre trabalharam o melhor possível. É uma competição sadia entre nós. Cada um trabalha da melhor forma possível para buscar o seu espaço. Os jogadores sempre querem mostrar mais. Em cada oportunidade, quero fazer o melhor possível. Todos querem isso", avaliou.

A volta do Furacão ao Brasileirão está marcada para o dia 16 de julho, diante do Flamengo, no Mocyrzão. Para essa partida, o volante Deivid também está fora pelo terceiro cartão amarelo. O Atlético ocupa a 13ª colocação, com 13 pontos, boa parte conquistada no embalo antes da paralisação para a disputa da Copa do Mundo. O desafio será começar com a mesma disposição para entrar no grupo dos 10 primeiros, o objetivo inicial.