Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Kaká e Luís Fabiano "cortam caminho" em preparação para o Brasileiro

Arthur Carvalho, especial para a GE.net São Paulo (SP)

Apesar do intenso trabalho durante a intertemporada, o setor ofensivo do São Paulo retoma o Brasileirão ainda sem o máximo de seu poder de fogo. O recém-contratado Kaká ainda dá enfoque ao condicionamento físico, enquanto Luís Fabiano recupera-se de lesão muscular. Assim, a dupla está fora do duelo com o Bahia, nesta quarta-feira, mas está na reta final da preparação.

“Claro, para este jogo eles não têm chance”, afirma o técnico Muricy Ramalho, confirmando os desfalques e analisando cada caso particularmente. “É o primeiro treino que o Luís faz com bola, hoje. Estamos cuidando principalmente da parte muscular dele, que é um pouco perigosa. Ele está voltando agora com a bola e vamos ter que tomar cuidado com ele. Nesse primeiro, com certeza ele não joga”, torna a dizer.

Luís Fabiano passa por últimas etapas de tratamento para recuperar-se de lesão muscular na coxa. A situação de Kaká é diferente. Como o meio-campista está acostumado a atuar na Europa, teoricamente só voltaria a jogar em agosto pelo Milan. Mas o retorno ao futebol brasileiro obriga o camisa 8 a acelerar sua “pré-temporada particular”.

“Estamos tomando muito cuidado com a parte física do Kaká. Hoje todo mundo cuida muito da parte muscular, que é o mais importante. Ainda mais no Campeonato Brasileiro, que você joga toda hora e tem muita viagem”, lembra Muricy, elogiando ainda o empenho do reforço na volta ao Tricolor.

Divulgação/São Paulo FC
Em reta final de preparação, Kaká foi combativo e movimentou-se bastante em treino com bola nesta sexta
“Ele está treinando muito duro. Facilita porque ele é um profissional diferenciado, que sabe o que quer, sabe onde pode chegar em termos físicos. Tive uma conversa com ele quanto a isso, que quando ele entrar tem que estar 100% fisicamente”, diz o treinador, optando por usar o craque apenas quando tiver plenas condições.

Muricy ainda argumenta que as situações do meia deve melhorar exponencialmente nos próximos dias. “Cara assim, diferenciado e que se prepara, corta caminho. Além de levar muito a sério o que está fazendo, eles fazem um pouco a mais, e aí podem encurtar o caminho. Então nós vamos sentir como ele está”, planeja o técnico são-paulino, esfregando as mãos para ter Kaká à disposição o quanto antes. “A gente percebe que, neste pouco tempo, ele já começa a mostrar diferença. Hoje gostei bastante, se movimentou muito forte”, finaliza.