Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

Low vê "certa vantagem" do Brasil na semifinal por jogar em casa

Tossiro Neto, enviado especial Rio de Janeiro (SP)

"Vamos ver o que o futuro nos reserva". Foi com essa frase que Joachim Low, treinador da Alemanha, encerrou sua entrevista na sexta-feira, logo depois de vencer a França, então à espera de uma definição entre Brasil e Colômbia como próximo adversário, na semifinal da Copa do Mundo. Independentemente de quem fosse, ele achava que o rival sairia em vantagem por estar acostumado ao clima local.

"As equipes da América têm certa vantagem. Em 2010 (na África do Sul) e 2006 (Alemanha), tínhamos três ou quarto semifinalistas europeus. Agora, os países sul-americanos estão jogando perto de casa, e o clima realmente tem influência. Começar um jogo à uma da tarde... É bastante quente. Obviamente, jogar perto de casa é uma vantagem", disse, ao reforçar que a Colômbia se tratava de uma "equipe muito forte" e que o Brasil literalmente joga em casa.

Low, é claro, não sabia que, contra ele, o técnico Luiz Felipe Scolari não poderia contar com dois de seus principais jogadores, o zagueiro Thiago Silva (suspenso pelo segundo cartão amarelo recebido durante a vitória sobre a Colômbia) e o atacante Neymar (com fratura na vértebra lombar). Isso talvez o fizesse refletir a respeito do favoritismo do Brasil, campeão da Copa das Confederações de 2013 em casa.

AFP
"Agora, os países sul-americanos estão jogando perto de casa, e o clima tem influência", exemplificou Low
No cenário das incertezas, antes da definição do adversário e a quatro dias da semifinal, o treinador alemão também não soube – não quis, na verdade – responder se já pensava em manter a escalação que derrotou a França, com Phillip Lahm como lateral direito e a volta dos meio-campistas Sami Khedira e Bastian Schweinsteiger.

"Não tenho certeza. Tenho que ver como os jogadores vão reagir. Os jogadores que estavam lesionados tiveram que jogar nos seus limites. Temos possibilidades. Agora, temos que colocar todas as forças no sentido de recuperar os jogadores nos próximos dias. E aí tomaremos uma decisão", desconversou.

Depois de passar por oitavas e quartas de final às 13 horas, o time de Joachim Low enfrentará o Brasil às 17h de terça-feira, em Belo Horizonte. O único confronto entre os dois times na história da Copa do Mundo foi válido pela final de 2002, quando a Seleção verde-amarela venceu a Alemanha por 2 a 0, gols de Ronaldo.