Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Martinuccio e Coritiba buscam renascimento dentro do Brasileirão

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

A zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro é um fardo duro para o Coritiba carregar durante a pausa para disputa da Copa do Mundo. Porém, pelo menos mobilizou comissão técnica e diretoria em busca de soluções. Além de reforços, e algumas dispensas, as esperanças se depositam em um novo atacante, velho conhecido do técnico Celso Roth. O argentino Martinuccio concedeu sua primeira entrevista como jogador do Coxa e, após seus primeiros treinos, garantiu que a parte de baixo da tabela será coisa do passado a partir do compromisso contra o Figueirense, no dia 16.

“Essa situação na tabela é momentânea. Temos bons jogadores e tenho certeza que podemos melhorar e alcançar algo melhor. O Brasileirão é muito difícil. Você tem que ter uma sequência muito regular para brigar pelo G-4”, avaliou o jogador, que já enfrentou o novo clube na competição e teve uma boa impressão. “Quando o Coritiba jogou lá no Mineirão, eu estava no banco com o Cruzeiro e, todo o jogo, o Coxa dominou”, lembrou.

O argentino que chegou ao Brasil como uma promessa, nunca embalou, com problemas de adaptação que se agravaram com uma serie de lesões. Por isso, o Alviverde pode ser um novo reinício em sua carreira. “Cheguei ao Fluminense e foi muito difícil. O idioma, falar, tudo isso aconteceu muito rápido. Depois, não consegui me adaptar ao futebol. Saí para a Espanha e fiquei mais tranquilo, joguei meu futebol e voltei para Belo Horizonte. Joguei o primeiro ano com o Celso Roth, que falou para ir jogar no Cruzeiro. Consegui dar certo, mas comecei com essas questões das lesões”, explicou.

Divulgação/Coritiba F.C.
Aposta de Celso Roth na Série A, o argentino Martinuccio já iniciou os treinamentos no CT Bayard Osna
Martinuccio revelou que a presença de Roth no Alto da Glória e a possibilidade de ressurgir no cenário brasileiro foram fundamentas para sua escolha, especialmente pela falta de sequência na Raposa. “Eu tinha muitas propostas, mas tratei de escolher quando o Celso Roth me ligou e me propôs a vir jogar aqui no Coritiba. Depois de tanto tempo que fiquei jogando e não jogando no Cruzeiro, o melhor era primeiro começar a atuar, era mais do que um desafio”, afirmou.

O Coxa ocupa a 17ª colocação com sete pontos ganhos e apenas uma vitória e nove partidas disputadas. O retorno do time na competição está marcado para o dia 16 de julho, às 19h30, no Estádio Couto Pereira, em um confronto direto diante do Figueirense, o lanterna, com quatro pontos.

Coxa rescinde contrato com revelação – Tido como uma das principais esperanças das categorias de base do Coritiba, o lateral-esquerdo Abner teve seu contrato rescindido pela diretoria. O jogador teve seus direitos econômicos vendidos para um grupo de empresários que esperam levá-lo para o futebol europeu. Recuperado de uma lesão no joelho esquerdo, o jogador seguirá treinando de forma independente até fechar um contrato.