Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Mesmo preocupado com marcação, Ralf mira ao menos dois gols no ano

Yan Resende, especial para a GE.Net São Paulo (SP)

Após a intertemporada na cidade de Extrema, sul de Minas Gerais, o Corinthians já começa a pensar no retorno ao Campeonato Brasileiro. Desta forma, o elenco alvinegro não tem mais descanso. Ciente da importância destes dias de preparação, o volante Ralf vem mostrando muita dedicação em cada atividade realizada, e já começa a projetar um segundo semestre melhor do que o início de ano.

Sem balançar as redes antes da parada para a Copa, o jogador já tem uma meta traçada para o retorno aos gramados. “Minha meta é sempre dois por ano, esse ano não fiz nenhum ano ainda, estou na expectativa, mas vou contribuir do jeito que for importante. Minha contribuição é não deixar o time tomar, isso facilita muito para os jogadores lá da frente, para que a gente consiga sair com a vitória”.

Já com relação à dedicação mostrada nos treinamentos, que vem ganhando destaque a cada atividade corintiana nesta fase de preparação, o jogador prefere manter a humildade. De acordo com Ralf, todos os jogadores vêm mostrando a mesma determinação, atendendo assim aos pedidos do treinador Mano Menezes, atento aos fundamentos de seus atletas.

“Não só eu, acho que nesta parada para a Copa, o grupo teve tempo para trabalhar bem, e o Mano vem pedindo estes fundamentos. Como sempre falei, não tive base, então claro que eu me dedico mais, quero aprimorar mais, nunca posso achar que está bom, então sempre tenho que me esforçar, até pela estrutura e os ótimos profissionais que o Corinthians nos oferece”, acrescentou o jogador.

No retorno ao Campeonato Brasileiro, com a chegada de novos reforços, o Corinthians tende a ficar mais ofensivo. O uruguaio Lodeiro deve ganhar uma vaga na armação, enquanto Elias, que também aparece bem ao ataque, jogará como segundo volante. Responsável por proteger a defesa, Ralf garante que não vai ter mais trabalho por causa disso.

“A responsabilidade é dividida para todos, não só para mim lá na defesa ou para o Paolo (Guerrero) lá na frente. Claro que o Elias tem muita qualidade, mas não é porque ele chegou que vamos nos esquecer dos outros jogadores. Temos o Guilherme, o Bruno Henrique, e vamos precisar de todos”, concluiu Ralf, recordando outros jogadores do meio de campo corintiano.