Futebol/Copa do Mundo - ( - Atualizado )

Mourinho apoia decisão da Fifa em absolver Zuñiga por joelhada

Londres (Inglaterra)

Trabalhando como comentarista durante a Copa do Mundo de 2014, o técnico José Mourinho disse entender a decisão da Fifa em não punir o lateral colombiano Juan Zuñiga. Durante o duelo entre Brasil e Colômbia, na última sexta-feira, pelas quartas de final da Copa, o jogador acertou uma joelhada em Neymar em uma dividida e acabou tirando o craque da competição, ao fraturar a coluna do brasileiro.

“Se você não for agressivo dentro de campo com jogadores como Neymar, eles ficam muito confortáveis e podem ganhar jogos sozinhos. É óbvio que o Zuñiga provocou o contato, teve a intenção de derrubar Neymar e até assustá-lo. Mas não quis lesioná-lo, como aconteceu. Por isso, tenho de concordar que não faz sentido sancioná-lo neste tipo de lance”, avaliou o treinador do Chelsea ao Yahoo.

Na tarde de segunda-feira, a Fifa anunciou que não iria aplicar um gancho a Zuñiga, por entender que não há base para punir o colombiano. A entidade usou argumentos semelhantes ao do técnico português, alegando que o jogador não deve ser punido pela consequência, mas sim pelo que aconteceu dentro do campo. O árbitro da partida, Carlos Velasco, sequer mostrou cartão amarelo ao atleta cafetero.

AFP
Joelhada de Zuñiga fraturou Neymar e tirou o brasileiro dos últimos jogos da Copa do Mundo