Futebol/Copa 2014 - ( - Atualizado )

"Preferia perder com falha minha a por 7 a 1", diz Júlio César

Belo Horizonte (MG)

Considerado um dos principais responsáveis pela eliminação do Brasil na Copa de 2010, o goleiro Júlio César se disse mais triste com a derrota por 7 a 1 diante da Alemanha, nesta terça-feira no Mineirão, do que há quatro anos quando caiu diante da Holanda. Praticamente às lágrimas, disse que, se pudesse, trocaria o resultado de Belo Horizonte por um revés com falha sua, como ocorreu no Mundial da Áfrical do Sul.

"Eu troco a minha falha, que carreguei por quatro anos, pelo jogo de hoje. Preferia que terminasse 1 a 0 com erro meu, a 7 a 1", disse o goleiro Júlio César, segurando o choro. "Mas a gente é forte, os jogadores vão saber levantar a cabeça. Eu já passei por um momento complicado e trabalhei muito para estar aqui. Saio de cabeça erguida e agradeço a Deus por ter jogado a Copa no meu País", completou.

O Brasil chegou ao duelo desta terça-feira contra a Alemanha com os importantes desfalques de Neymar, contundido, e Thiago Silva, suspenso, mas demonstrou uma fragilidade inesperada no Mineirão. Depois de sofrer o primeiro gol, aos dez minutos de partida, o time comandado por Luiz Felipe Scolari praticamente parou em campo e viu o adversário aumentar rapidamente o placar.

O primeiro tempo da partida no Mineirão acabou com 5 a 0 para a Alemanha no placar. Já em ritmo lento, o time europeu chegou a marcar mais dois gols, antes de Oscar diminuir para o Brasil, na maior derrota já sofrida pela Seleção na história da Copa do Mundo.

“É complicado explicar o inexplicável. Temos que reconhecer o grande futebol alemão. Até aqui estava tudo muito lindo. Depois do primeiro gol teve um apagão, ninguém esperava isso”, afirmou o goleiro.

Derrotado no Mineirão, o Brasil joga pelo terceiro lugar do Mundial de 2014 contra o time derrotado no confronto entre Argentina e Holanda. A disputa pelo bronze ocorre no sábado, em Brasília.