Futebol/Copa 2014 - ( )

Willian e Paulinho acatam escolha de Bernard para a vaga de Neymar

Helder Júnior, enviado especial Belo Horizonte (MG)

Paulinho e Willian chegaram a viver a expectativa de começar o jogo contra a Alemanha por causa da contusão de Neymar. Preteridos pelo atacante Bernard, o volante e o meia-atacante disseram entender a opção de Luiz Felipe Scolari na derrota por 7 a 1 da Seleção Brasileira na semifinal da Copa do Mundo.

“Todos nós sabíamos das opções que o Felipão tinha em mãos. Se fosse eu, Bernard, Paulinho ou Ramires, a qualidade continuaria alta. Cada companheiro conhece o outro e sabe dos atributos individuais do elenco. Não houve falta de treinos ou de entrosamento. Infelizmente, não deu nada certo”, afirmou Willian.

A reação de Paulinho foi parecida. Titular em boa parte da campanha, perdeu a posição nas oitavas de final, voltou ao time nas quartas – por causa da suspensão de Luiz Gustavo – e foi novamente reserva diante dos alemães. Por isso, não se chocou com a decisão do chefe.

“Não dá para ficar triste ou feliz com isso. Estávamos em uma semifinal de Copa do Mundo, e, nesse contexto, é impossível se chatear por não jogar. Além disso, respeitamos muito a decisão do Felipão. Cada jogador tinha expectativa de ser titular, mas não tive nenhuma surpresa, até pelo fato de ter saído da equipe muito questionado pelos torcedores”, disse o volante.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
A opção de Felipão por Bernard se mostrou pouco efetiva diante da seleção da Alemanha
Paulinho acabou entrando em campo no intervalo da semifinal, quando o marcador do Mineirão já apontava cinco gols de vantagem para os visitantes. “Tentei contribuir, mas, com um placar daquele, é difícil fazer qualquer coisa para reverter”, comentou o camisa 8. Willian entrou ainda mais tarde, aos 24 da etapa final, com ainda menos a fazer.

A opção de Felipão por Bernard foi muito questionada porque ficou claríssima a superioridade da Alemanha no meio de campo. Ao optar por um atacante, o gaúcho deixou vulnerável a faixa do gramado onde fizeram a festa Schweinsteiger, Khedira e Kroos.