Futebol/Copa 2014 - ( )

Zé Roberto projeta jogo “fantástico” entre Brasil e Alemanha

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

O meia Zé Roberto está dividido nas semifinais da Copa do Mundo. Por um lado, o fato de ser brasileiro e ter defendido a Seleção nos Mundiais de 1998 e 2006; por outro, ter tido passagens de destaque pelo futebol da Alemanha, país onde nasceram seus filhos e virou sua segunda pátria. O articulador do Grêmio, que completou 40 anos neste domingo, disse ter motivos para vibrar e ficar chateado com qualquer resultado que aconteça na partida desta terça, em Belo Horizonte.

“Meus filhos nasceram na Alemanha, vivi muitos anos lá, virou minha segunda casa. Então vou ficar feliz e triste ao mesmo tempo, independentemente do ganhador”, explicou Zé, que jogou no Hamburgo e no Bayern de Munique. “As marcas foram aparecendo e eu me sentindo bem. E o mais importante: em alto nível de rendimento, em condições de competir. Então, esperava ter essa longevidade, sim. É como me vejo agora, aos 40”, comemorou Zé Roberto, que está treinando com o elenco gremista pensando na volta do Brasileirão.

Em relação à partida desta terça, que definirá o primeiro finalista da Copa do Mundo, o jogador do Grêmio não vê favoritismo. Tem apenas uma certeza: o Mineirão verá um grande jogo.

Divulgação/Grêmio
Zé Roberto ainda não decidiu se torcerá pelo Brasil ou pela Alemanha

“A Alemanha tem um time muito forte, com impressionante obediência tática. É assim nos clubes e eles conseguem refletir na seleção. E quando há uma equipe sólida, a qualidade individual aparece e pode fazer a diferença na hora da decisão. Os jogadores alemães são rápidos, inteligentes e experientes. Já o Brasil está jogando em casa, mostrando muita força e vibração durante as partidas. A perda do Neymar vai unir ainda mais o grupo, que fará de tudo para dedicar o hexa a ele. Por isso, espero um jogo fantástico, de encher os olhos”, projeta.

Há dois anos no Grêmio, Zé Roberto já disputou 96 jogos pelo Tricolor, com 15 gols marcados. De ótima relação com craques da seleção alemã, o meia entregou uma camisa do clube gaúcho ao volante Schweinsteiger, que a vestiu e postou através de foto em redes sociais, dias antes da partida dos germânicos contra a Argélia, em Porto Alegre, no último dia 30, pelas oitavas de final. Quem passar entre Brasil e Alemanha pegará o vencedor do confronto entre Holanda e Argentina na decisão do Mundial, que ocorre domingo, no Maracanã.