Atletismo/ Campeonato Ibero-Americano - ( - Atualizado )

Com 48 medalhas, Brasil conquista 8º título do Ibero-Americano

São Paulo (SP)

O Brasil conquistou na tarde deste domingo o oitavo título em 16 edições do Campeonato Ibero-Americano de atletismo, disputado no Estádio Ícaro de Castro Mello, no Ibirapuera, em São Paulo. A equipe brasileira somou no total 48 medalhas, sendo 16 de ouro, 17 de prata e 15 de bronze. O segundo lugar ficou para a Colômbia, com 17 medalhas, seguida do México, com nove. Foram 365 atletas, distribuídos em 24 times, que competiram desde a última sexta-feira.

O Brasil conseguiu algumas dobradinhas no pódio, como no lançamento do dardo. Jucilene Sales de Lima e Laila Ferrer ficaram em primeiro e segundo lugares, respectivamente. A primeira sagrou-se campeã com a marca de 61,71m, enquanto a segunda fez 58,12m. No salto triplo, Jonathan Henrique Silva, com 16,84, foi ao lugar mais alto do pódio. Atrás dele ficou o também brasileiro Kauam Kamal Aleixo, com 16,79.

No revezamento 4x100m, a equipe brasileira feminina, com Vanusa Santos, Ana Cláudia Lemos, Franciela Krasucki e Rosângela Santos, completaram a prova em 42.92s e conquistaram o recorde do Campeonato Ibero-Americano. "Conseguimos o melhor resultado do ano e, com certeza, temos tudo para correr bem melhor, abaixo dos 42.29, nosso recorde sul-americano", lembrou Rosângela.

Na prova masculina, Luís Gabriel da Silva, Jefferson Lucindo, Aldemir Gomes Júnior e Jorge Henrique Vides também levaram o ouro, com 39.35s. . "Os treinos desta semana foram fundamentais. O Luís Gabriel travou um pouco e eu tive tranquilidade para esperá-lo. Compensamos a desaceleração inicial com um bom final. Correr em equipe é especial", comentou Jorge Henrique, que sai do torneio com duas medalhas de ouro e uma de prata. "Estou extremamente feliz com a competição”.

Três medalhas de prata foram registradas no arremesso de peso, nos 5000m e no lançamento do dardo, com Darlan Romani (19.64m), Cruz Nonata (16:02.40) e Júlio Cesar de Oliveira (78,04m), respectivamente.

O próximo Ibero-Americano será disputado em 2016, no Rio de Janeiro, e será evento-teste oficial do torneio de Atletismo para a organização dos Jogos Olímpicos.

Divulgação/CBAt
A equipe brasileira feminina no revezamento 4x100m além de conquistar o ouro, bateu o recorde do Ibero-Americano de atletismo

Confira todos os pódios da sexta etapa:

Lançamento do dardo feminino
1º Jucilene Sales de Lima (BRA) 61.71 m
2º Laila Ferrer (BRA) 58.12
3º Flor Ruiz Hurtado (COL) 57,31 m

Salto em altura masculino
1º Edgar Alejandro (MEX) 2,28 m
2º Luis Rivera (PUR) 2,26 m
3º Guilherme Cobbo (BRA) 2,24 m

Salto triplo masculino
1º Jonathan Silva (BRA) 16,84 m
2º Kauam Aleixo Bento (BRA) 16,79 m
3º Alberto Alvarez (MEX) 16,31 m

100 m com barreiras feminino
1º Lavonne Idlette (DOM) 12.99
2º Yveth Lewis (PAN) 13.05
3º Lina Flores (COL) 13.18

1.500 m feminino
1º Muriel Paredes (COL) 4:14.42
2º Cristina Esteban (MEX) 4:16.09
3º Juliana de Paula Gomes (BRA) 4:16.48

Arremesso do peso masculino
1º German Lauro (ARG) 20,14 m
2º Darlan Romani (BRA) 19,64 m
3º Stephen Villareal (MEX) 18,62 m

1.500 m masculino
1º Marvin Bompart (VEN) 3:43.88
2º Alvaro Rodriguez (ESP) 3:43.91
3º Carlos Diaz (CHI) 3:44.74

5.000 m feminino
1º Ines Huisa (PER) 15:58.85
2º Cruz Nonata da Silva (BRA) 16:02.40
3º Sara Ribeiro (POR) 16:05.45

Lançamento do dardo masculino
1º Jaime Gutierrez (COL) 78,80 m
2º Julio Cesar de Oliveira (BRA) 78,04 m
3º Vctor Riveros (PAR) 74,73 m

4x100 m feminino
1º Brasil - 42.92 - RC
2º República Dominicana - 46.58
3º Peru – desqualificado

4x100 m masculino
1º Brasil - 39.35
2º República Dominicana - 39.92
3º Angola - 41.12