Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Abel destaca estratégia, valoriza G-4 e torce para Cruzeiro "ceder"

São Paulo (SP)

A avaliação de Abel Braga a respeito da vitória deste sábado foi extremamente positiva. Após três derrotas seguidas, duas no Campeonato Brasileiro, o treinador do Internacional parabenizou a equipe pela atuação inteligente diante do Palmeiras, no Pacaembu.

"Sabíamos que o Palmeiras iria se atirar e que, em muitas oportunidades, iam perder a bola com seis jogadores no campo ofensivo. Então, tínhamos que mudar nossa estratégia, de toque de bola, para ser uma equipe de saída rápida", iniciou, antes de entender ter dado certo a estratégia adotada.

"Viemos para um jogo fora de casa, contra uma grande equipe, e nunca deixamos de levar perigo. Tivemos, ao todo, cinco chances claras de gol. O adversário teve uma no segundo tempo. Os jogadores estão de parabéns, pela garra, pela vontade, por terem trazido de volta a confiança que estava faltando", completou.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Técnico do Internacional parabenizou a equipe pela compreensão à estratégia por ele definida para a partida
Abel só se incomodou na entrevista ao ouvir a palavra "crise". Segundo ele, um time campeão estadual e dentro do G-4 do Campeonato Brasileiro não aceita essa condição. A vitória por 1 a 0, a propósito, recolocou o Internacional na vice-liderança, ao menos momentaneamente, mas ainda oito pontos abaixo do topo.

"Chegamos a estar nove pontos atrás do Cruzeiro. Eles não estão dando chance. Mas a gente tem que correr atrás. Se parar de conseguir resultados positivos, daqui a pouco você sai do G-4. Não pode, tem que estar entre os quatro. Uma hora, o Cruzeiro vai ceder", sorriu. "É incrível a performance deles. Saíram perdendo hoje e ganharam de quatro. O negócio está fluindo bem. Vamos tentar secar um pouquinho também".

Na próxima rodada, seu time recebe o Figueirense, ao passo que o primeiro colocado jogará fora de casa contra o Fluminense. Antes disso, no entanto, o Internacional tem compromisso na quinta-feira, diante do Bahia, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa Sul-americana.