Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Agora no São Paulo, meia promete "o máximo" para bater ex-time

Florianopolis (SC)

De volta ao futebol brasileiro, do qual saiu em 2005, Michel Bastos reencontrará neste domingo o útimo clube que defendeu antes de ir pela segunda vez pela Europa. Recém-contratado pelo São Paulo, o meia - que era lateral esquerdo em Santa Catarina - enfrentará o Figueirense, no Orlando Scarpelli.

Ao final do treino desta sexta-feira, realizado na Ressacada, do rival Avaí, o jogador falou com respeito sobre a antiga equipe, mas prometeu entrega total para sair de campo vitorioso.

"Tem um sabor muito importante (o reencontro). Faz quase dez anos que não voltava aqui, e eu tenho a oportunidade de começar jogando. Estou do outro lado, vestindo outra camiseta, e vou dar meu máximo para ajudar a equipe ganhar", falou o camisa 7, que fez sua estreia como titular do São Paulo na quinta-feira, na derrota por 2 a 1 para o Criciúma, pela Copa Sul-americana.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Michel Bastos (primeiro da esquerda) voltará ao Orlando Scarpelli após quase uma década na Europa
Apesar do revés, Michel deixou boa impressão na comissão técnica de Muricy Ramalho, em especial pela atuação no começo do jogo, quando assumiu as cobranças de bola parada e deu a assistência para o gol de Alexandre Pato. Apesar disso, ele admite que precisa render mais.

"Ainda não estou no meu ideal, mas a adaptação está sendo muito boa. O grupo está me ajudando com isso. Para mim, é até bom, pego ritmo de jogo, é do que estou precisando. Não jogava 90 minutos havia três meses. Quanto mais dentro de campo, melhor", comentou Michel, antes de elogiar a campanha recente do próximo adversário e ex-clube.

"O Figueirense vive um bom momento (quatro vitórias e um empate nas últimas cinco rodadas, assim como o São Paulo). Esses pontos, no final, vão contar bastante. Fazer um bom resultado vai nos ajudar a continuar com confiança. Temos que pensar em ganhar, porque vai ser importante para a gente", concluiu.