Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Apesar de revés, Gabriel diz estar orgulhoso por marcar em ‘desafeto'

São Paulo (SP)

O Santos não conseguiu sair com a vitória no clássico deste domingo, diante do São Paulo, no Morumbi. Ainda assim, mesmo com a derrota por 2 a 1, um jogador do time da Vila Belmiro saiu satisfeito com a sua atuação. Já no segundo tempo, o atacante Gabriel marcou o único gol da sua equipe, vencendo aquele que vem sendo seu desafeto nos encontros com o Tricolor.

Em outro clássico no Morumbi, Gabriel e Rogério Ceni já haviam trocado farpas na saída de campo. Neste domingo, a ruim relação dos dois jogadores ficou escancarada ao longo da partida. Após um lance na área do São Paulo, o garoto santista fingiu que havia sido atingido pelo goleiro. O fato irritou o capitão tricolor, os dois começaram a discutir e o árbitro precisou intervir.

Ao marcar o gol de pênalti, que no momento significava o empate do Santos na partida, Gabriel não se conteve, provocou a torcida do São Paulo e tirou a camisa na comemoração. Já na saída de campo, com a derrota confirmada no Morumbi, o atacante mostrou tranquilidade, disse que este tipo de ação é normal em um clássico que envolve duas grandes equipes.

“É assim mesmo, é clássico, é jogo grande, todo mundo querendo ganhar, nosso time jogou bem, empatou, pena que tomou o gol no final. O Rogério é um grande goleiro, e eu tenho muito orgulho de ter marcado um gol nele. No último clássico a gente também se desentendeu, fiquei muito feliz de ter feito o gol, mas triste por causa da derrota”, disse o atacante do Santos, derrotado por Rogério Ceni.

Além de ter marcado o gol de honra, Gabriel também mostrou sua versatilidade, que pode ajudar Oswaldo de Oliveira. No segundo tempo, o atacante assumiu a função de ser a referência santista dentro da área, no lugar de Leandro Damião, e assim pode ser uma opção para jogar ao lado de Thiago Ribeiro e Robinho – este último está machucado e pode voltar na quarta-feira.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Gabriel e Rogério Ceni voltaram a se estranhar no clássico deste domingo, discutindo ao longo do jogo