Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Armas no 2º tempo, Mugni e Eduardo da Silva dão vitória ao Flamengo

Criciúma (SC)

O Flamengo continua em ascensão no Campeonato Brasileiro. Neste domingo, a equipe venceu o Criciúma por 2 a 0 e sacramentou a boa fase vivida após a chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo. Opções no segundo tempo, Eduardo da Silva e Lucas Mugni foram os autores dos gols rubro-negros. Mesmo com a força de sua torcida, o Tigre pouco mostrou dentro de casa.

Os três pontos garantiram ao Flamengo a 11ª colocação na tabela do Brasileirão. O próximo adversário será o Vitória, no Barradão. Outro triunfo aproximará ainda mais os cariocas da zona de classificação à Libertadores da América. Enquanto isso, o Criciúma entrou na degola e precisará vencer o Sport para esapar - adversário que também vive um momento ruim.

O jogo – O primeiro tempo não reservou grandes emoções para os, agora, confiantes e otimistas torcedores do Flamengo. Jogando em casa, o Criciúma não conseguiu impor seu ritmo de jogo e ficou restrito à lampejos de habilidade do atacante Silvinho, o melhor em campo. Pelo lado rubro-negro, o elenco continua a depender da liderança de Léo Moura dentro de campo.

Logo aos nove minutos, Cárceres cobrou escanteio e colocou a bola na cabeça de Marcelo, que mandou no travessão e deu a entender que o Flamengo abriria o placar em pouco tempo. Não aconteceu. Em meio à muita marcação, a equipe rubro-negra não conseguiu se encontrar no meio-campo e se limitou a jogar pelas alas do gramado do Heriberto Hulse.

Finalmente, aos 27, o capitão e lateral direito Léo Moura deu novo ânimo à partida. Livre no lado direito da grande área, o camisa 2 recebeu e chutou de voleio direto no travessão de Luiz. A melhor chance dos 45 minutos iniciais. Esperança de boas jogadas, Paulo Baier até tentou chutar de fora da área, mas parou em Paulo Victor.

O segundo tempo começou mais equilibrado e truncado do que o primeiro. Logo aos 13 minutos de jogo, o técnico Vanderlei Luxemburgo apostou nas entradas de Lucas Mugni e Eduardo Da Silva para dar mais qualidade à parte ofensiva do Flamengo.

Divulgação
Criciúma não aproveitou o apoio da torcida e sofreu uma derrota para o Flamengo (Foto: Fernando Ribeiro/Criciúma)

Não deu certo. Pelo menos não nos primeiros minutos dos dois jogadores em campo, já que o Criciúma continuou a dominar as ações no meio-campo e viveu um bom momento no jogo. Porém, com o decorrer da partida, Lucas Mugni mostrou muita qualidade para armar o time.

O mesmo jogador recebeu livre, após confusão na grande área, e sofreu um brutal carrinho por trás de João Victor, que ainda colocou a mão na bola para evitar o gol flamenguista. Além da expulsão, o jogador foi o responsável pelo pênalti a favor dos cariocas. Na cobrança, goleiro para um lado e bola para o outro. 1 a 0 Flamengo.

O jogo foi liquidado poucos minutos depois. Eduardo da Silva mostrou porque é uma das principais esperanças do rubro-negro. Após chute de Everton, atacante finalizou da grande área e balançou as redes. 2 a 0. Jogo definido.