Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Barcos faz dois, Grêmio vence e frustra vice-liderança do Corinthians

Porto Alegre (RS)

A tarde foi de Hernán Barcos na Arena do Grêmio. Com dois gols e uma bela atuação, o Pirata tornou-se o maior artilheiro estrangeiro da história do Tricolor Gaúcho e ajudou sua equipe a obter uma importante vitória neste domingo. O time Felipão ganhou por 2 a 1 do Corinthians e tirou do adversário a possibilidade de terminar a rodada na vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Guerrero, em bela jogada individual, descontou para a equipe paulista. O peruano, de bela atuação, foi expulso após agredir Alán Ruiz com uma cabeçada nos acréscimos.

O Corinthians acaba a rodada na 4ª colocação, com 31 pontos, atrás do Internacional nos critérios de desempate e a um ponto do vice-líder São Paulo. Foi a primeira derrota do time paulista como visitante no campeonato. O Grêmio, com a vitória, sobe do 10º para o 7º lugar, com 25 pontos, encostando no Atlético-MG na tabela.

A etapa inicial foi muito equilibrada, com alternância de domínios e números praticamente iguais de lado a lado. Foram poucas chances de gol e muito empenho na marcação. O segundo tempo foi o oposto, totalmente aberto e emocionante: começou com um massacre do Grêmio, que em três minutos abriu 2 a 0 e empilhou chances de ampliar nos minutos seguintes. O Timão diminuiu, pressionou, mas não furou a sólida retaguarda tricolor, para festa dos 32 mil torcedores que foram à Arena gremista.

Ambas as equipes agora voltam suas atenções para a Copa do Brasil. O Timão abre sua participação nas oitavas quarta-feira, diante do Bragantino, na Arena Pantanal. Já o Tricolor permanece em Porto Alegre, onde enfrentará o Santos, na quinta-feira.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Hernán Barcos decidiu a partida e se tornou o maior artilheiro estrangeiro da história do Grêmio
O jogo - Felipão surpreendeu na escalação do Grêmio, colocando como titulares Giuliano e Matías Rodríguez. No Timão, a surpresa foi Lodeiro no lugar de Renato Augusto. O Corinthians teve a iniciativa e maior posse de bola nos minutos iniciais, teve um chute por cima com Elias aos 11 minutos, mas a primeira chegada de real perigo foi gremista: aos 22, Zé Roberto bateu escanteio procurando Werley no primeiro pau, Ralf cortou, a bola bateu no zagueiro tricolor e saiu.

Aos 26, Anderson Martins derrubou Luan na entrada da área e levou cartão amarelo. Na cobrança, Zé Roberto mandou por cima, com perigo. Depois do crescimento gremista, a partida passou por um período de grande equilíbrio e algumas entradas ríspidas de lado a lado. O Corinthians só conseguiu sua primeira conclusão perigosa aos 37, com Fagner, batendo cruzado de fora da área à direita do gol.

No finzinho, duas chances antes do intervalo. Aos 44, Guerrero puxou contra-ataque e deixou Elias livre, mas ele chutou antes de entrar na área e Marcelo Grohe defendeu com segurança. No minuto seguinte, Barcos recebeu lançamento na área, matou no peito, mas Gil protegeu e evitou a conclusão. O argentino deixou o campo no primeiro tempo discutindo rispidamente com o volante Fellipe Bastos, seu companheiro de equipe.

O desentendimento de Barcos e Fellipe Bastos acabou aos 15 segundos da etapa final. Logo no primeiro ataque após o intervalo, Giuliano dividiu com a zaga corintiana após cruzamento de Zé Roberto e o Pirata mandou para as redes. Fellipe Bastos foi um dos que mais festejaram o gol com o argentino. Aos três minutos, o segundo gol gremista: Luan tocou para Giuliano, que achou Dudu pelo lado esquerdo. O ponta cruzou, a bola passou pela área corintiana e Barcos fez 2 a 0. Com seu 36º gol pelo Tricolor, o Pirata se torna o maior artilheiro estrangeiro da história do clube, superando o também argentino Oberti.

E o Grêmio seguia fulminante. Aos 7, Barcos deu lindo passe e deixou Luan livre, mas o chute de biquinho saiu raspando a trave. Na jogada seguinte, o Pirata recebeu na área após roubada de Fellipe Bastos, mas a zaga conseguiu cortar. O Corinthians respondeu aos 10: Guerrero entrou livre por trás da defesa e chutou para um milagre de Marcelo Grohe. Minutos depois, Fagner cruzou, Fábio Santos chegou para o cabeceio, mas deu de raspão e a bola saiu.

Aos 16, a pressão corintiana enfim surtiu efeito: Guerrero invadiu a área pela esquerda e chutou sem chances para Marcelo Grohe, diminuindo o placar. Aos 18, o goleiro gremista fez grande defesa em cabeçada de Anderson Martins após escanteio. Na jogada seguinte, foi Gil quem cabeceou com grande perigo. A pressão então diminuiu. Aos 27, um dos lances mais lindos da tarde: Dudu chapelou Fagner na área com imensa categoria, mas a zaga cortou o passe que ele dava para Luan.

Com Romarinho e Romero em campo, o Corinthians veio para a pressão nos minutos finais. Aos 36, Ralf arriscou da entrada da área e acertou o travessão. Aos 44, Romarinho chutou na grande área, a bola bateu no braço de Werley, mas Heber Roberto Lopes considerou que o zagueiro gremista não teve intenção. Nos acréscimos, o Grêmio ainda quase fez o terceiro, mas Cássio tirou de carrinho na hora que Matías Rodríguez chegava para definir. Aos 46, Guerrero cabeceou Alán Ruiz e foi expulso.