Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Com valorização, renovação de Gabriel emperra no Peixe

Santos (SP)

Após Robinho e Neymar, Gabriel desponta como o novo grande atacante revelado pela base santista. O 'problema' nesta história é que o bom momento vivido pelo jogador está dificultando a renovação contratual com o próprio Santos. O vínculo de Gabriel com o Peixe é válido até setembro de 2015 e a multa rescisória é de € 50 milhões (R$ 151,5 milhões).

Com o bom desempenho do atleta em pouco mais de um ano como profissional e a consequente valorização no mercado, o empresário Wagner Ribeiro, representante de Gabriel nas negociações com a diretoria alvinegra, tem endurecido as tratativas exigindo valores considerados muito altos pelo Comitê de Gestão.

No primeiro semestre deste ano, o Peixe tentou estender seu contrato com Gabriel, mas foi feito apenas um acordo temporário, no qual o jogador teve um aumento salarial imediato. Porém, as negociações seriam retomadas logo que Gabriel completasse 18 anos e, assim, pudesse assinar um contrato sem a necessidade de emancipação.

O fato é que o artilheiro do Santos na temporada e no Campeonato Brasileiro chega à maioridade dia 30 deste mês, próximo sábado, e um acordo ainda está longe de ser feito. Wagner Ribeiro e Santos discordam tanto sobre salário quanto tempo de contrato. Na próxima quinta-feira, o Comitê Gestor deve conversar sobre o assunto em sua reunião semanal, porém, o tema ainda deve se estender por mais tempo do que se esperava.

O grande trunfo de Wagner Ribeiro é que, caso o Santos não entre em acordo, Gabriel poderá assinar um pré-contrato com qualquer outra entidade à partir de março e, posteriormente, deixar o Peixe de graça. E, em ano de eleições presidenciais no clube, toda atitude é encarada com muita cautela.

Gazeta Press
O vínculo de Gabriel com o Peixe é válido até setembro de 2015 e a multa rescisória é de R$ 151,5 milhões