Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Corinthians se assusta com pedida salarial e desiste de Nilmar

São Paulo (SP)

O presidente Mário Gobbi desistiu de contratar Nilmar. Após o empate por 1 a 1 com o Fluminense, neste domingo, em Itaquera, ele avisou que o Corinthians (e qualquer clube brasileiro, segundo ele) não tem condições de satisfazer o desejo salarial do atacante que deixou o El Jaish, do Catar.

Segundo Gobbi, a negociação foi encerrada assim que o empresário Orlando da Hora informou quanto o seu cliente queria ganhar – antes mesmo de iniciar a conversa, ele avisava que a transação não seria barata. O agente já havia se desentendido com dirigentes corintianos na passagem anterior do atacante pelo clube.

Gobbi chegou a comparar o negócio com a tentativa de comprar um automóvel da marca Ferrari. ”Se falam que o valor é R$ 1 bilhão, que contraproposta vou fazer?”, questionou o mandatário.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Romarinho, que marcou o gol de empate com o Fluminense, poderá deixar o Corinthians
Sem Nilmar, o Corinthians ainda corre o risco de perder outro atacante. Romarinho (autor do gol diante do Fluminense) interessa a clubes do exterior, e o presidente não descartou a transferência.

Preocupado com a falta de opções no setor ofensivo (atualmente sem Paolo Guerrero, convocado para defender o Peru), o técnico Mano Menezes reforçou o seu clamor por reforços. “Sem dúvida, precisamos de reposição. É lógico que não dá para ficar nessa situação. Mas já falamos disso. Se insistirmos, parece que é justificativa”, ponderou.