Futebol - ( )

Corinthians trabalha para ter mais jogadores na área do adversário

São Paulo (SP)

O treino do Corinthians na última quarta-feira teve insistência em um trabalho de ultrapassagem dos laterais, que cruzavam com até cinco jogadores entrando na área. É o que Mano Menezes espera ver com mais frequência na partida da noite desta quinta, contra o Goiás, em Itaquera.

“Tivemos volume contra o Bahia (empate por 1 a 1, no último final de semana), mas o acabamento precisa ser mais forte. A gente precisa entrar com mais gente na área, criar dificuldade para o posicionamento que o adversário propõe. Repetimos mais e mostramos aos jogadores essa necessidade”, afirmou o técnico.

As dificuldades enfrentadas diante do Bahia não foram as únicas contra adversários na metade de baixo da tabela. Entre os times hoje posicionados entre a 11ª e a 20ª colocação – situação do Goiás –, só Flamengo e Palmeiras foram derrotados pelo Corinthians em São Paulo.

Divulgação/Agência Corinthians
Mano Menezes quer os meio-campistas chegando à frente sem medo (foto: Daniel Augusto Jr.)
“O Corinthians precisa assumir a responsabilidade que a equipe tem como mandante. Mas não vai ser por decreto, tem que ter um bom jogo. Fizemos um bom jogo em números contra o Bahia. Ajustamos detalhes para concluir melhor, criar melhor e definir o jogo como a gente quer”, disse Mano.

A proposta do gaúcho é uma chegada mais constante e até simultânea dos laterais, com a entrada de um meia na área dos dois atacantes. A ofensividade maior será possível, em parte, pela entrada do criativo Renato Augusto no lugar do marcador Petros no meio de campo.

“O Petros marca mais, é um jogador que recupera mais a bola, ganha o combate direto, desarma o adversário. O Renato consegue acrescentar mais do meio para a frente por sua qualificação. Em alguns jogos, já tirei o Petros e coloquei o Renato porque precisava de acabamento e criação. É o que vamos tentar equilibrar”, concluiu o técnico.