Futebol/Copa Sul-Americana - ( - Atualizado )

Cristóvão ameniza pressão do Goiás: "Importante é ganhar"

Rio de Janeiro (RJ)

A pressão sofrida pelo Fluminense no segundo tempo da partida contra o Goiás, pela Copa Sul-Americana, foi encarada com normalidade pelo técnico Cristovão Borges. O treinador disse que o resultado positivo, 2 a 1, foi mais importante do que os problemas encontrados por sua equipe para manter o triunfo diante da torcida no Marcanã.

"O importante é ganhar porque isso traz mais tranquilidade ao grupo. Claro que tomar um gol em casa não foi o ideal,mas é preciso dar valor ao adversário que conseguiu marcar, por seus méritos", avaliou o treinador após a vitória desta quinta.

Criticado por ter tirado Fred e Rafael Sobis, deixando o Fluminense sem atacantes após a expulsão do goleiro Klever, Cristovão disse que o treinador sempre tem suas opções e que ele escolheu o que parecia melhor para o Fluminense naquele momento. "Desde o início do segundo tempo que a gente encontrava dificuldade para segurar a bola na frente. Com um jogador a menos, eu preferi priorizar a parte defensiva e acho que isso ajudou nossa equipe a segurar o ímpeto goiano. Acho que fiz a escolha certa", completou o comandante. O Fluminense volta a treinar nesta sexta-feira, quando Cristovão Borges começa a armar a equipe que enfrentará o Corinthians, domingo, em Itaquera. O goleiro Diego Cavalieri, com gastroenterite, segue como dúvida, enquanto Cícero, suspenso, é desfalque certo. O volante Valencia será novamente avaliado, mas o treinador tricolor admite manter Édson, artilheiro da equipe no confronto com os goianos.