Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Dagoberto usa a cabeça e deixa Cruzeiro com cinco pontos de vantagem

Belo Horizonte (MG)

Líder isolado do Campeonato Brasileiro, as equipes já começam a estudar melhor o Cruzeiro, gerando cada vez mais dificuldades para a Raposa vencer os jogos. Foi exatamente isso que aconteceu nesta quinta-feira, em partida contra o Grêmio, no Mineirão. A Raposa venceu por 1 a 0, mas sem a mesma facilidade de jornadas anteriores.

O gol do jogo só saiu nos minutos finais em lance que foi iniciado com o zagueiro Dedé, que rolou para Alisson, que cruzou com perfeição na cabeça de Dagoberto, que garantiu mais uma vitória para os celestes. Com o resultado, o Cruzeiro chega aos 36 pontos, cinco de vantagem em cima do vice-líder Internacional.

Na sequência do Brasileirão, o Cruzeiro terá compromisso contra o Goiás, jogo no domingo, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Já os gaúchos vão receber o Corinthians, também no domingo, partida marcada para a Arena Grêmio, em Porto Alegre.

O jogo – Jogando em casa, o Cruzeiro iniciou a partida com as rédeas do confronto. Com controle da posse da bola, a Raposa mostrou calma e tranquilidade para tocar girar a bola de um lado para outro para encontrar espaços na fechada defesa gremista.

Com jogadores rápidos e entrosados, a inversão de posições do meio-campo e do ataque rapidamente envolveu as linhas de marcadores do time gaúcho. Sabedores do poder de fogo do líder do Brasileiro, o Grêmio primeiro preocupou-se em não ser vazado, e só depois tentou explorar os contra-ataques, sem muito sucesso.

Divulgação
No final, Dagoberto desviou de cabeça para o fundo do gol e garantiu a vitória (Gualter Naves/Light Press)
Com está estratégia, os visitantes procuraram diminuir o ritmo do jogo. O grande problema dos gremistas é que ao tentar impedir o Cruzeiro de jogar, os gaúchos perderam quase que totalmente o poder de fogo. A única opção da equipe de Felipão era aguardar os erros dos celestes, que foram poucos durante todo o duelo.

Em um deles, Dudu conseguiu uma boa jogada individual e obrigou o goleiro Fábio a fazer defesa, evitando uma surpresa no Gigante do Pampulha. Percebendo a retranca cada vez maior do Grêmio, a torcida cruzeirense, que tem sido uma grande aliada nos jogos do Mineirão, passou a apoiar a equipe ainda mais.

Somente na parte final do primeiro tempo é que o Grêmio resolveu adiantar as linhas de marcadores, e quando isso aconteceu, os gaúchos levaram perigo, principalmente com Dudu. Vigiados de perto, os armadores Everton Ribeiro e Ricardo Goulart foram apenas discretos, sem o brilho de jornadas anteriores.

Arte GE.Net
Na tentativa de dar mais dinamismo ao jogo, Marcelo Oliveira não perdeu tempo e trocou Willian por Alisson durante o intervalo. Os celestes partiram com tudo para cima dos gaúchos e quase marcaram em tiro de fora da área de Henrique, que passou muito perto do travessão de Marcelo Grohe. O Grêmio também teve uma boa chance, mas Edinho errou o alvo.

O jogo no Mineirão ficou mais aberto porque o time do Sul do Brasil passou a atacar mais, mostrando, inclusive, mais objetividade em alguns momentos. O problema é que essa postura permitiu aos mineiros encontrar mais espaços para criar as jogadas, o que animou os torcedores.

Aos 21, o volante Nilton iniciou com um chute de longa distância uma verdadeira blitz ofensiva contra o goleiro gremista. Dagoberto, Everton Ribeiro e novamente Nilton tentaram vazar Marcelo Grohe, que parou o melhor ataque do Brasileiro. O time de Felipão mostrou que também poderia vencer a partida aos 31, quando Luan fez jogada individual e colocou Fábio para trabalhar.

No fim do jogo, o esforço do Cruzeiro foi recompensado com Dagoberto. Aos 41, Dedé iniciou a jogada, que terminou com cruzamento perfeito de Alisson, na cabeça de Dagoberto, que levou o torcedor à loucura nas cadeiras do Mineirão para comemorar o único gol da partida, que fez a Raposa ampliar ainda mais a vantagem na ponta da tabela.