Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Denilson exalta 'volta por cima' no São Paulo: “Reconquistei meu espaço"

São Paulo (SP)

O bom momento do São Paulo no Campeonato Brasileiro coincide com o retorno do volante Denilson ao time titular. O jogador, que até maio havia sido utilizado apenas duas vezes, foi escalado pelo técnico Muricy Ramalho no empate por 1 a 1 contra o Criciúma, no começo de agosto, e desde então não saiu do time: foi titular em todos os jogos da sequência de quatro vitórias consecutivas: contra Vitória, Palmeiras, Internacional e Santos.

“No primeiro semestre eu sofri bastante. Ficar sem jogar é muito ruim. Você saber que não está ali (no campo) é triste. Mas agora a situação é outra. Dei a volta por cima, reconquistei meu espaço. A cada dia vou provar isso”, disse o jogador, que também associa sua felicidade ao nascimento do filho, previsto para acontecer ano que vem.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Criticado no primeiro semestre, Denilson reconquistou a confiança do técnico Muricy Ramalho
Nos primeiros meses deste ano, Denilson admitiu que foi atrapalhado por problemas pessoais. Segundo o volante, o trabalho duro nos treinamentos foi fundamental para a mudança.

“Aqui existe uma disputa sadia. Nesse tempo parado, eu não fiquei murmurando pelos cantos nem falando mal de ninguém. Eu me culpei e coloquei na cabeça que precisava trabalhar mais que os outros. Hoje, graças a Deus, estou de volta (ao time titular). Pretendo continuar trabalhando para ajudar o time, mas sempre respeitando os colegas”, afirmou.

Jogador desconversa sobre proposta

O jogador desconversou sobre uma proposta que teria recebido recentemente do Benfica, de Portugal. Apesar de seu advogado, Alexandre Soares, ter garantido que os portugueses apresentaram oferta, o São Paulo negou que tenha recebido proposta por Denilson.

“Na realidade, não sei de mais nada. Eu falei (que tinha proposta), o presidente (do São Paulo, Carlos Miguel Aidar) desmentiu. Eu falei, o presidente desmentiu. A verdade é que estou muito bem aqui. Passado é passado. Quero pensar daqui para frente”, decretou o volante.