Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Depois de 3 meses sem receber, Lucas entra na Justiça e deixa o Bota

Rio de Janeiro (RJ)

Foram três meses sem receber salários. Tempo suficiente para atingir o limite de tolerância do lateral direito Lucas, que, nesta terça-feira, entrou na Justiça e pediu sua rescisão contratual com o clube carioca. O jogador alega também que não houve depósito do FGTS por parte do Glorioso. Ele estava no grupo de seis atletas que não receberam um mês em atraso, quitado na última semana.

“São quatro anos de Botafogo. Cheguei a recusar propostas, como a do Sevilha, no ano passado, para ficar aqui e buscar outros títulos no clube pelo qual sempre tive um enorme carinho. Mas a situação chegou a um ponto insustentável, é triste demais. Beira o caos. Já não tinha mais cabeça para ajudar o Botafogo, não conseguia me concentrar nos treinos. E não tem como não levarmos esses problemas do trabalho para casa. Já estava vivendo um drama familiar e, por isso, tomei essa decisão de entrar na Justiça por sofrer essa pressão”, afirmou em nota divulgada por sua assessoria de imprensa.

O advogado Alan Belaciano está cuidando da causa. Abatido, o jogador não deverá mais participar dos treinamentos e nem da partida contra o Figueirense, que acontece nesta quarta-feira.

André Bahia, Bolatti, Bolívar, Marcelo Mattos e Ferreyra foram os outros “escolhidos” para não receber o terceiro mês de salário na semana passada, o que causou mal-estar no elenco.