Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Depois de Douglas, Tricolor acerta a venda de Evangelista à Udinese

São Paulo (SP)

Poucos dias depois de anunciar a venda do lateral Douglas ao Barcelona, o São Paulo se desfez de mais um jogador: Lucas Evangelista foi vendido, nesta quinta-feira, à Udinese, da Itália, por 4 milhões de euros. O acordo foi selado junto ao Desportivo Brasil. O Tricolor é dono de 60% dos direitos econômicos do atleta e lucrará cerca de 2,4 milhões de euros com a negociação da jovem promessa. O meia já não fazia mais parte do elenco principal do clube paulista e, ao todo, fez 33 jogos com a camisa são-paulina.

Aconselhado pelo empresário Wagner Ribeiro, o armador de 19 anos não quis renovar o contrato com o São Paulo, que adquiriu mais 30% de seus direitos este ano por R$ 700 mil, totalizando os 60%. Os salários para a renovação contratual já estavam acertados, mas a assinatura do jogador não aconteceu. Ele, inclusive, parou de comparecer aos treinos no CT da Barra Funda, justamente na época em que começava a ganhar a confiança do técnico Muricy Ramalho. Na intertemporada nos Estados Unidos chegou a assumir o posto de titular na lateral esquerda.

Como o jogador não assinou nada com o São Paulo depois da compra dos outros 30%, seus direitos federativos permanecem ligados do Desporto Brasil, clube que a empresa Traffic usa para registrar seus jogadores. Os dirigentes passaram a lidar com a situação de Evangelista com mais cautela a partir do momento que ele afirmou que não queria mais ficar e perdeu condições de jogo.

Essa foi a segunda venda feita em parceria entre São Paulo e Traffic em menos de uma semana. A primeira foi a de Douglas, negociado com o espanhol Barcelona. Com as duas transferências, o Tricolor irá lucrar R$ 17,9 milhões, o que deverá dar um alento aos cofres do clube.

Rubens Chiri/Site Oficial SPFC
Lucas Evangelista fez apenas 33 jogos com a camisa do São Paulo antes de ser vendido à Udinese