Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Diante do ABC, Vila Nova vence 3ª seguida e deixa Lusa na lanterna

Natal (RN)

Neste sábado, contra o ABC, no Frasqueirão, o Vila Nova confirmou sua grande fase, venceu por 2 a 0 e alcançou seu terceiro triunfo consecutivo na Série B do Campeonato Brasileiro, deixando a lanterna da competição com a Portuguesa.

Jheimy marcou para o Vila Nova no final do primeiro tempo. Aos 42, ele completou cruzamento rasteiro e mandou para as redes potiguares. Aos 47, também da etapa inicial, Christiano marcou o segundo para os goianos.

Com o resultado, o Vila Nova deixa a lanterna da competição, posição que ocupa desde a quarta rodada. Agora, a Portuguesa fica com o posto, com os mesmos 14 pontos do Tigre, mas com duas vitórias a menos. O ABC, por sua vez, cai uma posição na tabela e, agora é o 11º colocado.

Na próxima rodada, o Vila Nova tem confronto direto com a Portuguesa no Estádio Serra Dourada, buscando seu quarto triunfo consecutivo. Já o ABC busca reabilitação contra o Bragantino, fora de casa.

O jogo - O primeiro tempo foi bastante equilibrado, com as equipes se revezando em perder chances de gol. Os goleiros não chegaram a ser exigidos, mas tomaram alguns sustos, com a bola passando próximo de suas metas.

Este foi o panorama da partida até os 42 minutos de bola rolando, quando Jheimy aproveitou falha de marcação e completou para as redes o cruzamento de Léo Rodrigues.

O gol abalou os ânimos do time da casa, que abriu a guarda. Os visitantes aproveitaram a chance para desferir outro golpe. Jheymi aproveitou saída de bola ruim dos abecedistas, mas desta vez serviu de garçom. Ele cruzou para Christiano, que cabeceou para as redes.

Na segunda etapa, o Vila Nova optou por se fechar, pensando em segurar o grande resultado construído nos primeiros 47 minutos. Desta forma, a equipe apostava nas bolas aéreas e contragolpes para atacar, enquanto resistia à pressão do ABC, que não chegou a ser tão grande.

Administrando o resultado, o Tigre garantiu mais três pontos e a saída da incômoda última colocação.