Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Diretoria gremista divulga nota em repúdio a ação racista da torcida

Porto Alegre (RS)

Após o incidente na Arena, na noite desta quinta-feira, em jogo envolvendo Grêmio e Santos pelas oitavas de final da Copa do Brasil, a diretoria do Grêmio divulgou uma nota oficial em repúdio ao ato racista cometido por alguns torcedores, que discriminaram racialmente o goleiro Aranha no decorrer da partida, chamando-o de macaco.

No comunicado, a equipe gaúcha deixa claro que as atitudes individuais não refletem a visão e o grande respeito da torcida gremista para com os adversários, aproveitando para se solidarizar com o atleta e com o respectivo clube em demais medidas jurídicas que possam acontecer.

Além de lamentar o ocorrido, o clube comunica que, por meio do departamento jurídico, já está tomando as providências necessárias para que os envolvidos no episódio sejam identificados e punidos, inclusive, sofrendo com medidas no âmbito criminal, uma vez que a atitude discriminatória ultrapassa o limite da rivalidade futebolística.

Ao reiterar que o Grêmio está empenhado em coibir ações deste tipo, a diretoria afirmou que, caso os torcedores identificados sejam sócios do clube, estes terão suas atividades junto ao clube suspensas, sendo impedidos até mesmo de frequentar o estádio.

Gazeta Press
Após ouvir os xingamentos, Aranha relatou ofensas ao árbitro da partida (Foto:Roberto Vinícius/Agência Eleven)