Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Dunga avisa que não se preocupa com a idade dos seus convocados

Rio de Janeiro (RJ)

Com a missão de reformular a Seleção Brasileira que fracassou na Copa do Mundo do Brasil, Dunga não levou tanto em consideração as idades dos jogadores em sua primeira convocação. O time conta com veteranos como o lateral direito Maicon, de 33 anos, e com jovens como o meia Philippe Coutinho, de 22.

Confira a convocação de Dunga

“Não vamos penalizar ninguém pela questão da idade”, avisou Dunga, que terá quatro anos de trabalho até o próximo Mundial, na Rússia. “A análise é pelo desempenho em campo, independentemente da idade. O ideal é mesclar, mas não podemos excluir ninguém por causa da idade”, insistiu.

O treinador ainda apontou a atual campeã mundial e carrasca da Seleção Brasileira como exemplo. “Se fosse assim, a Alemanha não traria Klose (36 anos) e Lahm (30) para a Copa do Mundo. Eles fizeram um trabalho longo, e as coisas são questão de momento. Quando o jogador tem um rendimento ideal, permanece”, disse.

Mowa Press
Novo técnico da Seleção Brasileira pretende mesclar veteranos com jovens no início do trabalho
Em sua primeira passagem pela Seleção Brasileira, Dunga foi criticado exatamente por não dar espaço para novatos, como o atacante Neymar e o meia Paulo Henrique Ganso, que começavam a aparecer com destaque no Santos. Nesta terça-feira, ele defendeu que chegou a oferecer chances a jovens, que não conseguiram se sustentar por queda de desempenho.

Justamente pela análise de cada momento, Dunga ainda lembrou que ninguém está garantido ou excluído de forma definitiva da Seleção Brasileira, sejam veteranos ou novatos. “As portas estão abertas mesmo para os jogadores que estiveram na Copa do Mundo e não vieram agora. Os que estão aqui também não estão 100% seguros. Tudo vai depender do trabalho”, concluiu.

Os primeiros testes dos escolhidos de Dunga serão os amistosos contra Colômbia, em 5 de setembro, em Miami, e Equador, no dia 9 do mesmo mês, em Nova Jérsei.