Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Elenco do Timbu lamenta ausências para confronto direto contra Ponte

Recife (PE)

O Náutico terá de superar desfalques importantes para enfrentar a Ponte Preta pela Série B, na tarde de sábado, no Moisés Lucarelli, no interior paulista. Sem Vinícius, suspenso, e Cañete, machucado, o treinador Dado Cavalcanti terá que modificar a equipe do meio para frente para enfrentar a Macaca, em confronto que pode aproximar o Timbu da zona de acesso à Série A.

Nos treinos durante a semana, o comandante alvirrubro vem realizando testes em diversas posições do time. Até então unanimidade, Raí foi substituído na lateral esquerda por Roberto. Recuperados de lesão, o zagueiro Renato Chaves e o atacante Crislan participaram do treinamento coletivo e podem voltar ao time, assim como o zagueiro Mário Risso. Na vaga do meio campo, o jovem Vitor Michels deve conquistar a titularidade.

Convencido da capacidade do elenco pernambucano, o lateral direito Rafael Cruz acredita que não há o que temer contra a Ponte Preta, pois garante que os jogadores que entrarão como substitutos farão um bom serviço e conseguirão manter o nível de atuação do time.

“Por um lado, as ausências serão consideráveis. Vinícius vinha em um momento excelente e Cañete é um jogador de muita qualidade. Por outro lado, quem entrar vai mostrar que tem condições de fazer parte do elenco e, apesar do professor ainda não ter definido o substituto, terá total apoio do grupo”, falou o jogador.

Além da presença dos zagueiros Mário Risso e Renato Chaves, o Timbu terá um ânimo a mais para atuar fora de casa, já que a diretoria comunicou que efetuou e/ou negociou o pagamento dos salários atrasados aos empregados do clube. “Isso nos traz confiança com a diretoria, é um momento bom. O apoio da diretoria traz bons fluídos para nós e os resultados tendem a melhorar”, comentou o lateral.

Divulgação/Náutico
Dado Cavalcanti faz útimos ajustes na equipe para suprir ausências e buscar vitória fora de casa