Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Em visita ao Sport, Verdão testa seus limites para fugir da Série B

São Paulo (SP)

A seis dias de completar 100 anos, o Palmeiras entra na Arena Pernambuco, às 19h30 (de Brasília) desta quarta-feira, tentando pôr fim a mais uma crise em sua história recente. Ricardo Gareca já cogita demissão ao ver os seus limites próximos e, diante do Sport, em São Lourenço da Mata, precisa vencer pela primeira vez no Campeonato Brasileiro para sair da zona de rebaixamento.

O temor de cair para a Série B na temporada do centenário é consequência das nove rodadas sem vitória na liga nacional. Com Gareca, foram seis derrotas e só um empate diante do então penúltimo colocado Bahia no Pacaembu. O time só tem 14 pontos e inicia a 16ª rodada na 17ª colocação. Mas se apoia na própria evolução para respirar.

“A equipe não foi superada por nenhum adversário até agora, as partidas que perdemos foram muito equilibradas, ninguém pode dizer que o Palmeiras tem jogado mal ou merece essa situação. Só não jogamos bem contra o Corinthians, e fomos melhorando depois. Vamos diminuir os erros e ter uma arrancada positiva”, declarou Mouche, indicando planejamento curto para a reabilitação.

“Temos que jogar uma partida de cada vez. É pensar só no Sport para ganhar no Recife, trazer os três pontos e ir jogo a jogo. Se ganharmos, teremos confiança e força para voltar a ganhar o próximo jogo e, assim, sucessivamente. Mas é passo a passo. Não dá para olhar o passado ou muito à frente”, ensinou o argentino.

Divulgação
Gareca não descarta pedir demissão se o Palmeiras continuar sem vencer (Cesar Greco/Ag Palmeiras)
Pensando para a frente, a equipe terá que lidar com um problema que persiste em não ficar no passado: Valdivia. Por conta de fratura no nariz e lesão muscular que o tirará dos jogos por, ao menos, um mês, o jogador mais caro do elenco volta a ser desfalque. Cansado de Felipe Menezes, Gareca preferiu colocar o volante Wesley como armador.

Da equipe que foi bem na derrota para o São Paulo, também sai Lúcio, suspenso, e Victorino entra em seu lugar para o seu primeiro jogo oficial desde setembro de 2012 – o uruguaio joga por falta de opção, já que Wellington está machucado, Gareca não quis tirar Marcelo Oliveira do meio-campo e preferiu Victorino em vez de Gabriel Dias, de 20 anos e recém-promovido ao elenco profissional.

Mas as ausências e novidades não podem atrapalhar o Verdão que tenta se reerguer para não completar 100 anos em crise. “Todos os jogos são difíceis. Todas as equipes são parelhas e qualquer um pode ganhar no Brasil. Mas temos confiança no nosso grupo para fazer uma grande partida”, apostou Mouche.

Divulgação
Recém-contratados, Diego Souza e Ibson devem ser reservas, mas com boas chances de estrear (Lino Sultanum)
É o que o Sport procura também. Sem vencer nas últimas três rodadas, o time só voltou a pontuar no domingo, quando buscou o empate diante do Atlético-PR na Ilha do Retiro e se afastou da faixa da tabela que dá vaga na Libertadores. Por acordo com os administradores do estádio, inicia sequência na Arena Pernambuco nesta quarta-feira com o sonho de retomar a boa fase.

“A Ilha é o nosso lar. Se pudesse escolher, preferia jogar lá, com o calor da nossa torcida, que sempre empurra o time. Mas a Arena Pernambuco tem uma estrutura boa e temos tudo para fazer um grande jogo. Vamos em busca da vitória”, disse o lateral esquerdo Renê, que deve continuar no time assim como os outros titulares. Mas os recém-contratados meio-campistas Ibson e Diego Souza ficam no banco com boas chances de estrear.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
SPORT X PALMEIRAS

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)
Data: 20 de agosto de 2014, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Carlos Berkenbrock (SC)
Assistentes adicionais: Celio Amorim e Braulio da Silva Machado (ambos de SC)

SPORT: Magrão; Patric, Oswaldo, Durval e Renê; Wendel, Rithely, Felipe Azevedo, Erico Júnior e Régis; Neto Baiano
Técnico: Eduardo Baptista

PALMEIRAS: Fábio; Wendel, Victorino, Tobio e Victor Luis; Renato e Marcelo Oliveira; Allione, Wesley e Mouche; Henrique
Técnico: Ricardo Gareca