Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Fernando Prass sente incômodo, retira pinos do cotovelo e segue fora

São Paulo (SP)

O torcedor que se irritou com a falha e o azar de Fábio na derrota para o São Paulo terá que continuar confiando no goleiro do Palmeiras. Fernando Prass sentiu incômodo no cotovelo direito nos últimos treinos e retirou os pinos do local na manhã desta terça-feira. Não há previsão para a volta do titular.

Já estava prevista a retirada de pinos do cotovelo que o goleiro operou no começo de maio, mas, na expectativa mais otimista, o veterano poderia suportar ou não ter incômodos no local e só fazer o procedimento em dezembro. Os treinos mais exigentes, contudo, mostraram que seria melhor já realizar a medida agora.

De acordo com o Palmeiras, ficar sem pinos já pode até acelerar a volta de Fernando Prass, porque certamente não terá mais incômodo quando retomar seus trabalhos. A previsão é de que ele volte a treinar no final desta semana, mas dificilmente entrará em campo antes de setembro.

Fábio tem sido o escolhido para o gol palmeirense desde o último jogo de Gilson Kleina, em maio, e mostrou falta de sorte contra Corinthians e São Paulo, quando viu a bola bater na trave e em seu corpo nos minutos finais dos clássicos, além de ter dado a bola ao time rival no primeiro gol do Choque-Rei de domingo. Bruno era o reserva direto de Prass, mas não suportou as críticas da torcida, já pediu para sair do clube e hoje é Deola quem fica no banco.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Fernando Prass deverá voltar a treinar no fim de semana, mas dificilmente jogará antes de setembro
Além de Fernando Prass, o departamento médico do Palmeiras ainda tem o meia Valdivia, em recuperação de fratura no nariz e lesa na coxa direita que o deixa fora por, ao menos, um mês, e o zagueiro Wellington, com dores musculares.