Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Gareca nega priorizar Brasileiro e sente time golpeado, mas evoluindo

São Paulo (SP)

Ricardo Gareca mudou sete jogadores em relação ao time que venceu o Coritiba no sábado, mas garante que não prioriza a luta contra o rebaixamento no Brasileiro. O técnico relata lesões e acredita que a derrota para o Atlético-MG nesta quarta-feira, no Pacaembu, pela Copa do Brasil, é consequência de um Palmeiras baqueado pela má fase.

“Não penso que o Palmeiras pareça derrotado. O Palmeiras faz o que pode e o time teve reação, mas está golpeado pelos últimos acontecimentos, por não termos bons resultados”, falou o treinador, ainda apontando evolução, apesar de só ter vencido quatro jogos em 12 pelo clube.

“Falo que precisamos melhorar e estamos melhorando. Ganhamos o último jogo e bem. Mas estamos golpeados. E não pode haver continuidade no time porque sou obrigado a mudar sempre”, comentou, falando até da lesão de Valdivia, mas assegurando que só começa a focar o Inter, adversário de sábado pelo Brasileiro, a partir de agora.

“Não priorizo o Brasileiro, esse jogo foi prioridade. Tobio, Wendel, Juninho e Allione estão machucados e o Leandro tomou três amarelos. Minha alteração tática foi Mouche por Mazinho porque quis dar possibilidade a outros jogadores que estão trabalhando duro. O Mazinho jogou depois de muito tempo e gostei”, elogiou, poupando os comandados de críticas.

“Foi um jogo parelho, com algumas chances do Atlético no primeiro tempo, mas também com uma grande chance nossa de fazer 1 a 0 no pênalti. Depois, fizeram um gol em contra-ataque. Temos que finalizar mais e melhor, mas foi uma partida parelha. E creio que a classificação está aberta”, afirmou, pensando na vaga para as quartas de final da Copa do Brasil.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Técnico só conseguiu quatro vitórias em 12 jogos no clube e vê time sentindo má fase dentro de campo