Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Gareca vê retrocesso, mas confia em sua capacidade para salvar time

São Lourenço da Mata (PE)

Ricardo Gareca sempre tenta apontar pontos positivos no Palmeiras em suas entrevistas coletivas, mesmo após derrotas. Mas, nesta quarta-feira, admitiu que o time fez a pior atuação sob seu comando ao sofrer a virada diante do Sport. Constatado o retrocesso, o técnico prevê mudanças para tirar logo o clube da última colocação do Brasileiro.

“Essa foi a pior atuação, não me gostou nada. Estávamos melhorando jogo após jogo, mas voltamos para trás”, analisou, ciente da pressão da lanterna. “Tenho que revisar algumas coisas e falar bastante com todos. Temos que melhorar muito em todos os aspectos. Essa situação é muito incômoda.”

O argentino, porém, não só descarta pedir demissão, como põe fé em si mesmo e nos seu elenco para evitar o rebaixamento. “Confio na minha capacidade e na capacidade dos jogadores para levantar a equipe. Por isso, acredito que vai melhorar”, apostou o treinador.

Melhorar parece ser mudar. Gareca não abriu mão de escalar a equipe no 4-2-3-1 até agora. Sem ter vencido nenhuma partida no Brasileiro, no qual o time não consegue uma vitória há dez rodadas, o técnico promete alterar seus conceitos após sete jogos na competição.

Divulgação
Sem vencer, técnico cansou de esperar melhora apostando no mesmo sistema (Cesar Greco/Ag Palmeiras)
Nesta quarta-feira, depois de sofrer a virada ainda no primeiro tempo, teve quatro atacantes em campo desde os oito minutos da etapa final. “O Sport tinha chances, mas não conseguia aumentar o marcador e estávamos só a um gol do empate. Entendi que teríamos que jogar mais. Mas não tivemos situações de gol”, lamentou.

O efeito das mudanças prometidas por Gareca poderá ser visto na partida das 21 horas (de Brasília) deste sábado, contra o Coritiba, no Pacaembu. Para o confronto, uma novidade quase certa é Lúcio, que estava suspenso e viu Victorino ter má atuação ao substituí-lo na Arena Pernambuco.