Centenário do Palmeiras - ( - Atualizado )

Gazeta Esportiva exibe documentário sobre torcedor-símbolo do Palmeiras

São Paulo (SP)

Giovanni Capalbo nunca entrou em campo, mas fez parte da história centenária da Sociedade Esportiva Palmeiras. A partir desta quarta-feira, a Gazeta Esportiva exibe o documentário “O Incrível João Gaveta”, apelido pelo qual o torcedor-símbolo do clube era conhecido.

Por atribuir todas as derrotas do Palmeiras à arbitragem, alegando que o “juiz estava na gaveta”, ele ganhou o inusitado apelido. João Gaveta, falecido em 1984, foi enterrado no túmulo oficial do clube, localizado no Cemitério do Araçá, ao lado dos ex-jogadores José Romeiro e Segundo Villadoniga.

Nascido na Itália, ele imigrou para o Brasil com a família e começou a acompanhar os jogos da equipe nos estádios justamente a partir da Arrancada Heroica – obrigado a mudar de nome de Palestra Itália para Palmeiras no contexto da Segunda Guerra Mundial, o time venceu o São Paulo e conquistou o Paulista 1942 no Pacaembu.

João Gaveta passou a frequentar o clube diariamente e torcia pelo Palmeiras em todas as modalidades, do basquete ao hóquei sobre patins. Personagem folclórico, superou as próprias limitações para ser considerado o torcedor-símbolo, com permissão para viajar ao lado da delegação e acesso ao vestiário.

Clique e veja a 2ª parte do documentário
Clique e veja a 3ª parte do documentário

A partir do depoimento de ídolos como Ademir da Guia, Dudu, César Maluco e Levinha, além das memórias dos amigos e de entrevistas com historiadores palmeirenses, o documentário O Incrível João Gaveta reconstrói a trajetória do torcedor-símbolo.

A produção, iniciada em 2012 e concluída em 2014, mostra as obras no estádio Palestra Itália e cita alguns dos principais momentos da história centenária da agremiação, como a Arrancada Heroica e os títulos da Academia. O filme ainda trata da elitização do futebol e suas consequências.

Arte GE.Net

O Incrível João Gaveta contou com apoio da Gazeta Esportiva.net e fotos da Agência Gazeta Press. O documentário, dividido em três episódios de aproximadamente 15 minutos, será exibido entre quarta e sexta-feira, na semana em que o Palmeiras comemora os 100 anos de fundação.