Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Grêmio desperdiça chances, perde por 2 a 0 e vê Santos impor vantagem

Porto Alegre (RS)

O Santos deu um passo enorme para se classificar para as quartas de final da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, o Peixe foi mais eficiente que o Grêmio: enquanto o Tricolor perdeu gols demais o jogo todo, a equipe praiana chegou poucas vezes com perigo, mas as converteu e venceu por 2 a 0. Os gols foram marcados por David Braz e Robinho.

LEIA MAIS: Aranha é chamado de “macaco” e sai da Arena Grêmio inconformado

O Grêmio mandou em quase todo o primeiro tempo, mas perdeu chances demais e viu o Santos, nas duas chegadas que teve, abrir 2 a 0 nos minutos finais. Na etapa final, a pressão foi intensa do início ao fim, mas o Tricolor seguiu desperdiçando as inúmeras oportunidades criadas e acabou derrotado em casa.

Agora, o Grêmio só se classifica se vencer por três gols de diferença na volta, ou por dois gols, desde que marque ao menos três vezes. Os dois times voltam a se encontrar na quarta que vem, na Vila Belmiro. Pelo Brasileiro, o Tricolor recebe o Bahia na Arena, enquanto o Peixe visitará o Botafogo, no Maracanã. Ambos os jogos ocorrerão no domingo.

O jogo– Com forte apoio da torcida na Arena, o Grêmio tomou a iniciativa das ações. A primeira boa chegada veio aos quatro minutos, com Zé Roberto se projetando na área e chutando para defesa de Aranha. Dois minutos mais tarde, Giuliano recebeu de Barcos, fez fila na área santista e chutou raspando a trave. Aos dez, em mais uma boa jogada coletiva do Tricolor na frente da área rival, Giuliano chutou rasteiro, para fora, com Aranha dando apenas um golpe de vista.

O Santos tratava de cadenciar e jogar nos contragolpes. O primeiro veio aos 19, com Gabriel, mas Robinho escorregou na hora de finalizar e chutou torto. Na jogada seguinte, Dudu deu lindo de toque de calcanhar e ligou contra-ataque com Giuliano. O meia invadiu a área e passou para Luan, que chutou, livre, mas Mena tirou em cima da linha.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Pará iniciou o duelo contra seu ex-clube atuando improvisado na direita; Zé Roberto foi o escolhido na esquerda
O Grêmio seguia melhor, jogando em alta velocidade. Aos 27, Dudu girou sobre a marcação e invadiu a área. O cruzamento rasteiro veio para Giuliano, mas Aranha defendeu no reflexo. Barcos tentou na sobra, a zaga cortou e Ramiro soltou a bomba, que explodiu na marcação. O Peixe, então, em sua primeira conclusão perigosa marcou: Lucas Lima cobrou escanteio, David Braz deu peixinho sozinho na área e fez 1 a 0. Aos 42, o segundo: Lucas Lima escapou pela direita e cruzou para Robinho. Ele chutou, a bola bateu em Werley, voltou para Robinho e entrou.

O Grêmio voltou do vestiário com Alán Ruiz e Matheus Biteco nos lugares de Luan e Walace, e sem o técnico Luiz Felipe Scolari, expulso ao final do primeiro tempo por reclamar de toque de mão de Lucas Lima no segundo gol do Peixe. Em sua primeira jogada, Ruiz deixou Rhodolfo na cara do gol, mas Cicinho impediu o arremate em grande recuperação. Aos 3, David Braz travou na hora em que Giuliano ia chutar, após ótima jogada de Dudu.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA
O veterano Zé Roberto protagonizou boas investidas pelo setor esquerdo e acabou substituído por M.Rodríguez
A pressão seguia forte. Aos 14, David Braz salvou de cabeça quando Rhodolfo chegava pelo alto. A seguir, Dudu recebeu pela esquerda e bateu para boa defesa de Aranha. Aos 17, Zé Roberto puxou contra-ataque e deu a Alán Ruiz, que bateu. A bola desviou na zaga e David Braz quase fez contra. Na jogada seguinte, Giuliano cruzou e Werley cabeceou com perigo. Aos 18, Barcos recebeu liberado na área e chutou, mas Aranha fez ótima defesa.

Aos 21, Alán Ruiz bateu falta rasteira e Aranha salvou com a ponta dos dedos. Aos 28, o goleiro santista foi corajoso ao disputar com Giuliano na pequena área após toque de cabeça de Rhodolfo. O zagueirão gremista subiu livre aos 34, mas deu de coco na bola e ela subiu demais. Aos 39, Rildo quase matou o jogo após entrar livre em contra-ataque, mas Marcelo Grohe salvou. Aos 44, foi Damião quem obrigou o goleiro gremista a um milagre.

Divulgação
Aranha sofreu com o racismo vindo de alguns torcedores (Foto: Roberto Vinícius/Agência Eleven/Gazeta Press)