Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Há dois meses parado, Luis Fabiano deve voltar em setembro

São Paulo (SP)

A comissão técnica do São Paulo esperava contar com Luis Fabiano na metade de agosto, mas a recuperação da lesão na coxa direita regrediu, e o atacante precisou voltar para o Reffis. Novamente em período de transição entre a fisioterapia e a preparação física, ele tem o início de setembro como novo prazo de retorno.

Além do clássico deste domingo, contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro, o jogador deve ficar fora também dos jogos contra Criciúma (na quinta-feira, pela Copa Sul-americana) e Figueirense (no domingo), ambos em Santa Catarina. A tendência é que ele esteja apto fisicamente para a partida de volta contra o Criciúma, no dia 4 do próximo mês.

Na manhã desta sexta-feira, sob orientação do fisioterapeuta Carlos Alberto Presinoti, Luis Fabiano fez trabalho leve com bola no campo menor do CT da Barra Funda, onde treinam geralmente os goleiros. Aos poucos, nos próximos dias, ele será reintegrado ao restante do elenco para participar de atividades mais intensas com bola.

"Ele ficou lá dentro (no Reffis) muito tempo, principalmente fazendo reforço muscular. O problema que ele tem já é antigo. Chegou a hora de começar a mexer com bola, porque também faz parte da recuperação. É um trabalho chato, duro, para dar confiança. Na semana que vem, vai começar a entrar aos poucos com a gente", explicou o técnico Muricy Ramalho.

SPFC - Site Oficial
Atacante não atua desde 20 de junho, quando sofreu estiramento na coxa direita, nos Estados Unidos
Luis Fabiano não atua desde 20 de junho, quando sofreu estiramento na coxa direita em amistoso contra o Orlando City, nos Estados Unidos. Há pouco mais de um mês, o atacante chegou a se recuperar e teve o retorno cogitado, mas teve nova lesão no local. Desde então, a fim de não prejudicar a recuperação, o departamento médico tem tido mais cautela.

Mesmo sem segurança para informar um prazo para o retorno, o chefe do departamento médico são-paulino, José Sanchez, disse recentemente que não passaria de agosto, o que pode acabar não ocorrendo. Até porque a delegação viajará para Santa Catarina na quarta-feira, véspera do duelo de ida com o Criciúma, e só voltará de lá depois da partida contra o Figueirense.