Centenário do Palmeiras - ( - Atualizado )

Historiadores citam Gazeta e pleiteiam busto para fundador do Palestra

São Paulo (SP)

Em 100 anos de história, apenas três jogadores foram homenageados com bustos pela Sociedade Esportiva Palmeiras – os ex-goleiros Marcos e Oberdan Cattani receberão o tributo em breve. Luigi Cervo, mentor da criação do Palestra Itália, também pode ganhar uma estátua.

Na última terça-feira, dia em que o clube completou 100 anos, os historiadores José Ezequiel Filho e Fernando Galuppo, ambos sócios da agremiação, protocolaram na secretaria geral a reivindicação de um busto para Luigi Cervo, respaldados por um texto publicado no antigo jornal A Gazeta Esportiva.

No documento, os dois historiadores justificam a medida como uma maneira de garantir que “as futuras gerações de palestrinos e palmeirenses sempre se lembrem com o respeito que se faz necessário da figura do maior patrono" da instituição.

Funcionário das Indústrias Matarazzo, Luigi Cervo foi o principal responsável pela criação do Palestra Itália, em agosto de 1914. Inspirado pelas passagens de Torino e Pro Vercelli por São Paulo, ele convenceu Luigi Marzo, Ezequiel Simone e Vicente Ragognetti a aderirem ao projeto.

Como argumento, Ezequiel e Galuppo citam uma crônica escrita pelo jornalista Vicente Ragognetti em A Gazeta Esportiva na ocasião da morte de Luigi Cervo, em 1958. O texto, transcrito na íntegra pela dupla no documento, já propõe a confecção de uma estátua para o mentor da criação do Palestra Itália.

“Não seria o caso, agora, de o Palmeiras erigir um busto em bronze na sua suntuosa sede social? Esperamos que o Palmeiras, que herdou a tradição e pujança do Palestra Itália, cumpra o seu dever com Luigi Cervo, seu fundador, a quem deu a vida, pois mais não podia abnegadamente dar”, diz um trecho da crônica de Ragognetti.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Aos 92 anos, Etelvina Cervo exibe foto do pai (no alto da página): descendente está ciente do possível busto
Filha de Luigi Cervo, Etelvina, 92 anos, já está ciente da empreitada. “Eu sei que essas coisas levam um tempo, mas estou na expectativa. Seria merecido e importante para os mais novos saberem quem ele foi. Se colocarem a estátua na entrada do clube ou na frente do estádio, ficaria bonito”, declarou a descendente do fundador, mais conhecida como Lilly.

Em 100 anos, apenas Junqueira, Waldemar Fiúme e Ademir da Guia foram homenageados com bustos nas alamedas do Palestra Itália. De acordo com o clube, a estátua de Marcos será inaugurada no próximo mês de novembro, enquanto a peça para Oberdan Cattani, falecido em junho, permanece sem data definida.

Luigi Cervo exerceu o cargo de secretário-geral e, segundo José Ezequiel Filho, conselheiro do Palmeiras, chegou a disputar algumas partidas pelo Segundo Quadro nos primórdios do Palestra Itália. De qualquer maneira, em tese inexiste qualquer impedimento de homenagear um dirigente com um busto, já que o estatuto do clube não tem qualquer tipo de regulamentação sobre o tema.

A estátua para o ex-goleiro Oberdan Cattani seguiu os mesmos trâmites e acabou aprovada por Paulo Nobre no ano passado. Teoricamente, o presidente não precisaria submeter o projeto aos conselheiros do clube, embora o atual mandatário o tenha feito.

Leia Mais:
Filha de Cervo se emociona com centenário (19/08/2014)