Futebol - ( - Atualizado )

Julgamento de Petros em segunda instância é marcado para sexta-feira

São Paulo (SP)

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) marcou o julgamento de 11 processos em seu tribunal Pleno para a próxima sexta-feira, com início da sessão às 10h (de Brasília). O último deles é o de Petros, do Corinthians, acusado de agredir o árbitro Raphael Claus na partida contra o Santos, no último dia 10.

Julgado em primeira instância pela Primeira Comissão Disciplinar do STJD, no último dia 18, o jogador foi considerado culpado de infringir o artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). A pena mínima para agressão a membros da arbitragem é de 180 dias, justamente a suspensão aplicada.

O departamento jurídico do Corinthians recorreu da decisão e, três dias após o julgamento, conseguiu suspender a pena até que o caso fosse apreciado pelo Pleno. Mesmo liberado para jogar, no entanto, Petros não entrou em campo desde então, ficando no banco contra Grêmio e Bragantino.

Divulgação/Agência Corinthians
Liberado por efeito suspensivo, Petros não tem sido usado por Mano Menezes (foto: Daniel Augusto Jr.)
O técnico informou que o meia será novamente relacionado para a partida de domingo, contra o Fluminense, em Itaquera. “Já abordamos isso em outras oportunidades. O principal é o time, o coletivo, o clube. Vai continuar valendo isso para o que tivermos que decidir”, comentou Mano.

Para que Petros siga à disposição, o Corinthians tentará convencer o STJD de que a atitude do atleta foi um “ato hostil” ou uma “conduta contrária à disciplina”, o que significa penas respectivas de até três jogos e até seis jogos. Ajuda o fato de que sua punição em primeira instância não foi unânime, sendo decidida por três votos a dois.