Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Julinho celebra boa atuação e consistência defensiva do Santa Cruz

Recife (PE)

O Santa Cruz poderia muito bem ter saído vencedor do duelo frente ao Sampaio Corrêa, na última terça-feira, mas também correu riscos de amargar um revés fora de casa. A lesão de Renatinho preocupou no início do segundo tempo, mas a atuação do substituto Julinho foi à altura. Sem avançar muito ao ataque, o lateral reserva foi bem na marcação e celebra ter ajudado a equipe a conquistar um ponto longe de seus domínios.

“Nossa dedicação foi boa. Primeiro tínhamos que defender para atacar. Mantivemos a linha de quatro, fiz a marcação na esquerda com o Renan e o Tony fez isso também do outro lado com o Everton. Assim conseguimos neutralizar o time deles”, explica o jogador ao Diário de Pernambuco, orgulhoso de seu desempenho.

A primeira etapa do empate sem gols contra o Sampaio Corrêa fez o torcedor do Santa Cruz roer as unhas. As investidas adversárias levavam perigo, mas cessaram quando o técnico Sérgio Guedes foi obrigado a colocar Julinho na vaga do lesionado Renatinho. A partir daí, a equipe pernambucana cresceu na partida, sem muitos sustos, mas não conseguiu escapar do empate sem gols.

“É complicado falar em justiça no futebol”, analisa Julinho. “Nossa equipe jogou melhor do que a deles, mas saímos com o empate. Agora é pensar no sábado, que vai ser complicado”, prevê o lateral, referindo-se ao duelo a ser travado com o Avaí a partir das 16h10 (de Brasília) deste sábado.