Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( )

Líder de assistências, Marquinhos reforça importância da bola parada

Florianopolis (SC)

Em jogo movimentado no Canindé, sobretudo na segunda etapa, quando aconteceram três gols em um intervalo de seis minutos, o Avaí venceu a Portuguesa por 3 a 1 e retornou ao grupo de acesso à Série A, ocupando a 3ª colocação. Responsável por cobrar as bolas paradas da equipe, Marquinhos teve boa atuação e fez mais uma assistência para gol, a sexta pelo Leão no Brasileiro Série B.

O camisa 10 cobrou escanteio com perfeição e serviu Diego Felipe, que desviou de cabeça e abriu o placar para a equipe catarinense. Agora sem o parceiro Cléber Santana, negociado com o Criciúma, o meia Marquinhos passa a ser a principal referência do setor de criação do time.

“Fizemos mais um gol de escanteio, o Diego Felipe está ficando mal acostumado. Quero ver se ele vai me dar presente no final do ano. Como em 2008, voltamos a ter uma bola parada forte, aspecto importante porque pode decidir um jogo”, comentou o armador.

Divulgação/Avaí
Encarregado das cobranças, Marquinhos acredita que jogadas de bola parada podem decidir jogos

Sobre a saída de Santana para o rival do interior catarinense, Marquinhos deu a entender que o elenco vai se adaptar com o tempo, e se mostrou feliz pelo companheiro ter conseguido dar continuidade à carreira em outra equipe, afirmando que a ausência será sentida.

“Já joguei sem o Cléber e conseguimos obter sucesso, é normal. Quem pode mais, chora menos. Hoje o Criciúma está melhor financeiramente e tem condições de pagar, coisa que o Avaí não tinha. Ainda bem que ele tem mercado. Perdemos qualidade técnica e um cara gente boa”, garantiu.

Avaliando as condições da equipe na sequência da competição, Marquinhos aponta que reforços ainda são necessários. “Acho que faltam algumas peças, mas tem que chegar, vestir a camisa e jogar. Igual ou pior não adianta, isso só serve para encher elenco”, advertiu.

Artilheiro suspenso

O volante Diego Felipe, que se tornou artilheiro isolado da equipe com quatro gols, após o tento marcado contra a Lusa, terá de cumprir suspensão na próxima partida do Leão, por conta do acúmulo de cartões amarelos.

Para o confronto de sábado, diante do Santa Cruz, na Ressacada, é provável que o jogador seja substituído por Diego Jardel ou até mesmo Eduardo Ramos, liberado pelo departamento médico para retomar as atividades.