Futebol/ Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Moacir valoriza ponto no Maranhão e vê equipe com meio caminho andado

São Luis (MA)

O América-MG foi ao Maranhão com o objetivo de garantir o título do turno da Série B do Brasileiro, mas acabou encontrando um Sampaio Corrêa que dificultou muito a vida americana, que ficou no empate sem gols. Com isso, o Coelho terá que aguardar o fim da rodada para saber se mantém a liderança da competição.

O técnico Moacir Júnior admite que o jogo contra os maranhenses foi complicado. “A torcida lotou o campo, a gente sabia que ia ser muito difícil. Mas, a gente veio com a proposta de jogar. Começamos o jogo com as melhores oportunidades e no final quem fechou o jogo com a melhor oportunidade foi o América-MG, com a bola na trave. Claro que eles também tiveram a penalidade. Mas, eu falo que isso é bom, afinal tínhamos a ausência de seis atletas”, analisou.

O América-MG foi muito pressionado pela equipe maranhense e mesmo assim assegurou um empate para chegar aos 33 pontos, metade da pontuação considerada ideal por Moacir Júnior para que o time americano possa obter o acesso no final do ano.

“A equipe do Sampaio teve um volume maior. Teve as ações, só que efetivamente, nas oportunidades reais de gols, a gente teve mais chances claras do que eles. O que fica para mim são os 33 pontos que é um somatório da metade do que sempre falei. Aquele time que chegar a 64 ou 65 pontos vai subir e estamos chegando na metade do caminho”, declarou.

Divulgação/América Mineiro
O técnico do América-MG, Moacir Júnior, exaltou o empate diante do Sampaio Corrêa, com seis desfalques