Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Muricy aponta ajuda de atacantes atrás como diferencial na vitória

São Paulo (SP)

O técnico Muricy Ramalho ficou satisfeito não apenas com o resultado no clássico contra o Santos, mas também com o empenho exibido por seu quarteto ofensivo. Para o treinador, o São Paulo conseguiu a vitória por 2 a 1 devido à ajuda que todos deram na marcação.

“Estamos tentando convencer esses jogadores de que são importantes sem a bola. Falar para eles jogarem é fácil, mas precisam jogar sem a bola também. Hoje (domingo), se deixássemos o Mena e o Cicinho jogarem, eles nos arrebentariam, mas o legal é que nossos jogadores estão aceitando e gostando”, afirmou.

Assim, atletas como Ganso, Kaká, Alan Kardec e Alexandre Pato também voltaram para a defesa no compromisso deste domingo e ajudaram na vitória por 2 a 1. Como se não bastasse, os jogadores também decidiram na frente, pois o gol que abriu o placar no Morumbi foi marcado por Ganso.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Ajuda de jogadores como Kaká e Alexandre Pato deixou Muricy Ramalho animado no clássico
Já no fim da partida, Pato mandou para a rede e evitou o empate. Desta forma, o São Paulo emendou sua quarta vitória seguida no Brasileirão, pois, antes deste clássico, já havia derrotado também Internacional, Palmeiras e Vitória.

“O Ganso foi o melhor em campo, e o Denilson também está sendo fundamental. Todo mundo está sabendo que tem de dar um pouco a mais e, por isso, saíram mortos do campo. Está dando certo, pois são quatro jogos que vencemos, e hoje (domingo) jogamos bem. Seria uma injustiça o empate”, ponderou.

O treinador acredita que o esforço exibido pelos jogadores de frente é importante para empurrar o restante do time. “Todo mundo está lutando e isso contagia. O Kaká, com a idade e a experiência que tem, está correndo bastante, e os outros acompanham. O Pato também está correndo para caramba”, completou.