Futebol/Copa do Brasil - ( )

Na volta de Marquinhos Santos, Coritiba faz sua parte e bate Flamengo

Curitiba (PR)

O Coritiba fez a lição de casa no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2014 e bateu o Flamengo por 3 a 0, no Estádio Couto Pereira, em partida que marcou a volta do técnico Marquinhos Santos ao comando do time. O resultado dá a vantagem do empate na volta. Já os cariocas, se quiserem seguir na busca pelo bicampeonato, terão que fazer pelo menos 4 a 0 para não levar para as penalidades.

O primeiro tempo, que teve domínio coxa-branca apesar do equilíbrio na posse de bola, passou em branco. Entretanto, após o intervalo, Leandro Almeida, aos 15 minutos, aproveitou cobrança de escanteio na medida e testou para o fundo das redes. Luiz Antônio, contra, aos 28 minutos, marcou o segundo. Aos 44 minutos, Zé Love fez de pênalti para garantir a vitória e a vantagem alviverde.

A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira, no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Antes, o Coritiba foca a luta contra a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, domingo, contra o Atlético Mineiro. Já o Flamengo vai encarar no final de semana o Vitória.

O jogo – Precisando mostrar serviço para o novo treinador e para o torcedor, o Coxa começou com mais ação, aproveitando ainda as muitas mudanças no time adversário, que precisou de algum tempo para se encontrar em campo. Aos três minutos, Hélder arriscou de longe e o petardo foi direto pela linha de fundo. Aos seis minutos, Zé Love foi lançado em profundidade e Samir protegeu bem a saída da bola.

O jogo era faltoso, com os times marcando forte no setor de meio-campo. Aos 10 minutos, Chicão tocou par Everton, que invadiu a área e chutou forte na rede, mas pelo lado de fora. Na resposta, boa jogada do Alviverde que sobrou nos pés do Dudu, que soltou o petardo para boa defesa de Paulo Victor. O Flamengo não conseguia encaixar seu jogo, parando a marcação de um time compacto, claramente já com a mão de Marquinhos Santos.

O Coritiba tentava vencer a zaga carioca na velocidade. Aos 25 minutos, Zé Love foi lançado e Chicão se recuperou para afastar o perigo de bico. Sem conseguir entrar pelo meio da defesa rubro-negra, Martinuccio tentou chegar pela lateral, aos 32 minutos, e Chicão subiu para interceptar. O lance mais perigoso da primeira etapa aconteceu aos 37 minutos, com Zé Love escolhendo o canto e carimbando o travessão. Pressão coxa-branca, aos 39 minutos e Paulo Victor precisou dividir com Dudu para evitar a abertura do placar.

Dominado nos 45 minutos inicias, o Flamengo voltou para a segunda etapa com Gabriel no lugar de Nixon. Aos dois minutos, cobrança de escanteio para o Coritiba e Leandro Almeida subiu para testar para fora. O jogo ficou mais aberto, mas ainda esbarrava na falta de competência dos ataques. Aos sete minutos, Luiz Antônio cruzou, a bola tomou a direção do gol e Vanderlei tirou para escanteio.

Estreante da noite, o argentino Martinuccio foi embora para a entrada de Élber. Luxemburgo também mexeu, colocando em campo Paulinho e Canteros. O Coritiba finalmente conseguiu chegar ao gol, aos 15 minutos. Aproveitando cobrança de escanteio de Robinho, Leandro Almeida subiu para tocar de cabeça e balançar as redes. O gol não mudou a postura do Alviverde, que seguia tomando as ações.

Com essa postura, o Coxa estava mais próximo do segundo gol, e ele veio aos 28 minutos, com Luiz Antônio desviando para dentro do próprio patrimônio cruzamento rasteiro de Robinho. O Flamengo partiu para cima em busca de um gol que poderia ser decisivo na disputa pela vaga. Aos 32 minutos, a bola sobrou para Paulinho, na entrada área, e o tiro saiu sem direção. A defesa paranaense estava bem postada e impedia a reação. Aos 44 minutos, Élber entrou na ara e Marcelo fez pênalti. Na cobrança, Zé Love fechou a contagem.